Escolha as suas informações

Twitter 2020. Coronavírus e "Black Lives matter" foram os temas mais comentados
Viver 07.12.2020

Twitter 2020. Coronavírus e "Black Lives matter" foram os temas mais comentados

Twitter 2020. Coronavírus e "Black Lives matter" foram os temas mais comentados

Moritz Frankenberg/dpa
Viver 07.12.2020

Twitter 2020. Coronavírus e "Black Lives matter" foram os temas mais comentados

O novo coronavírus e o movimento "Black lives matter" foram os temas mais comentados no Twitter em 2020, de acordo com uma listagem divulgada hoje por aquela rede social.

A 'hashtag' #Covid-19 e suas variantes "foi utilizada quase 400 milhões de vezes em todo o mundo", tornando a pandemia, "sem surpresa", no evento mais significativo do ano, referiu o Twitter em comunicado.

A segunda palavra-chave mais utilizada em todo o mundo foi #BlackLivesmatter, relacionada com o movimento norte-americano com o mesmo nome que denuncia a violência policial contra afro-americanos.

O movimento expandiu-se nas redes sociais nos Estados Unidos e por todo o mundo após a morte de George Floyd, um afro-americano de 46 anos que morreu sufocado por um polícia durante a sua detenção.

"Os assuntos políticos e sociais tiveram um reflexo importante na plataforma", referiu o Twitter, que notou também uma forte mobilização em torno da hashtag #UighursLivesMatter, sem revelar números, que foi "particularmente retransmitida" para manifestar o apoio aos uigures, na China.

Quanto à metodologia na elaboração da lista, a rede social norte-americana indica que não considerou "conteúdo que oferece recompensas em troca de assinaturas, 'retweets' ou 'gostos'".

  A nível mundial, o 'tweet' mais partilhado e também o que obteve mais 'gostos' desde a criação desta rede social foi o publicado pela conta do ator norte-americano Chadwick Boseman a anunciar a sua morte, vítima de cancro.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Twitter admite suspender conta de Trump
O diretor de estratégia política pública do Twitter, Nick Pickles, declarou hoje durante uma audição parlamentar no Reino Unido, que os ‘tweets’ de Donald Trump são examinados da mesma forma que os provenientes de outras contas verificadas.