Escolha as suas informações

Ter filhos é ter medo para toda a vida
Opinião Viver 15.07.2022
Diário de uma mãe imigrante a mil

Ter filhos é ter medo para toda a vida

Diário de uma mãe imigrante a mil

Ter filhos é ter medo para toda a vida

Foto: Unsplash
Opinião Viver 15.07.2022
Diário de uma mãe imigrante a mil

Ter filhos é ter medo para toda a vida

Catarina OSÓRIO
Catarina OSÓRIO
O medo é tanto que por vezes visualizo mentalmente tragédias a acontecerem. Pergunto-me: serei a única?

Ser mãe foi a melhor coisa que me aconteceu. E a mais difícil.

Passo a explicar.

Temo pela vida do meu filho todos os dias. Quando cai, quando não come, quando tem uma ligeira febre, quando está a dormir simplesmente mais do que o habitual.

O medo é tanto que por vezes visualizo mentalmente tragédias a acontecerem. Camiões a passarem-lhe por cima, quedas de varandas, doenças, catástrofes naturais.

Pergunto-me: serei a única?

Ainda hoje, com quase três anos, vou verificar a sua respiração quando acordo a meio da noite.

Percebo cada vez mais quando há quem diga que não quer ter filhos, porque isso é um fardo difícil de carregar.

O que nos aterrorizava de vez em quando passa a sê-lo para toda a vida, de forma quase constante.

Tememos pelo que acontece, pelo que não acontece e pelo que poderia ter acontecido.

Com algumas regiões do mundo a passar por uma onda de calor nestes últimos dias, a minha ansiedade está no nível vermelho.

O que lhe irá acontecer quando o planeta se tornar inabitável? Como ele irá suportar as vagas de calor extremo que se tornam cada vez mais frequentes? E se a água potável acabar? E se…? E se…?

Ser mãe foi a melhor coisa que me aconteceu. E a mais difícil. Serei a única?

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.