Escolha as suas informações

Tem ataques de pânico? Saiba como reagir nesse momento

Tem ataques de pânico? Saiba como reagir nesse momento

Viver 09.05.2019

Tem ataques de pânico? Saiba como reagir nesse momento

É melhor começar a cortar na cafeína.

Os ataques de pânico são momentos assustadores. Ainda mais quando a pessoa não sabe como preveni-los ou o que fazer. Se sofre de ansiedade e já experienciou momentos de pânico, estas dicas podem ajudar. 

Aprender a respirar

Tal como para pessoas que sofrem de ansiedade, o melhor conselho para quem sofre de ataques de pânico - sobretudo, em público - é aprender a respirar. Pode parecer óbvio, mas não é. Durante um ataque, a nossa respiração torna-se mais ofegante. Se aprendermos técnicas de respiração profunda, tomamos consciência de todo o processo, sentimos o ar a encher os pulmões e conseguimos abrandar o ritmo cardíaco.

Conhecer o seu corpo

Quando se trata de ataques de pânico, é importante saber o que se está a passar no seu corpo. Pode não travar a crise, mas previne a escalada para um caso mais grave. Entre os sintomas mais comuns, estão a falta de ar, tonturas e fraqueza, aumento da frequência cardíaca, dores no peito ou no estômago, medo de morrer e sensação de perda de controlo. Se souber identificá-los, não vai confundir um ataque de pânico com um ataque cardíaco ou um enfarte, por exemplo.

Cuidado com os estímulos em redor

Quando sente que um ataque de pânico está a aproximar-se, é aconselhável que tente limitar os estímulos que o rodeiam. Tente encontrar um lugar escuro e calmo, onde consiga colocar em prática as técnicas de respiração e relaxamento de que necessita. Se está na rua e é impossível encontrar um lugar assim, tente parar e focar-se num único pensamento, por exemplo, um objeto específico ou um mantra e repita-o vezes sem conta até se sentir mais calmo.

Músculos relaxados

Relaxar para muitos pode querer dizer uma semana de férias na praia. No caso de uma pessoa que está a ter um ataque de pânico, o relaxar dever ser mais específico e físico. Acumulamos toda a tensão em partes do nosso corpo como os ombros ou as costas. Aprender técnicas de relaxamento destas zonas é um mecanismo importante para conseguir controlar um ataque cardíaco quando este ocorre.

Ana Patrícia Cardoso