Escolha as suas informações

Pink oferece-se para pagar multa de seleção feminina norueguesa por usar calções
Viver 26.07.2021
Tóquio2020

Pink oferece-se para pagar multa de seleção feminina norueguesa por usar calções

Tóquio2020

Pink oferece-se para pagar multa de seleção feminina norueguesa por usar calções

PA Wire/dpa
Viver 26.07.2021
Tóquio2020

Pink oferece-se para pagar multa de seleção feminina norueguesa por usar calções

Redação
Redação
A cantora norte-americana Pink mostrou-se solidária com a seleção feminina norueguesa de andebol por protestarem "contra as regras sexistas relativamente aos seus uniformes".

Durante o Campeonato Europeu de Andebol de Praia, que decorreu na Bulgária, as jogadoras da seleção feminina de andebol de praia da Noruega recusaram-se a utilizar biquíni e optaram por usar calções de praia. 

A Federação Europeia de Andebol afirmou multou a equipa pela escolha do seu uniforme, uma vez que o uso de calções "não estava de acordo com os regulamentos de uniforme dos atletas" e aplicou uma coima de 150 euros por atleta, num total de 1.500 euros.  

Em resposta, a Federação Noruega de Andebol mostrou-se preparada para pagar a multa e o ministro da Cultura e do Desporto da Noruega descreveu que a situação era "completamente ridícula". 

Neste fim de semana, também a cantora Pink mostrou solidariedade à equipa. "Estou muito orgulhosa da seleção feminina norueguesa de andebol de praia por protestar contra as regras sexistas relativamente aos seus ‘uniformes'", escreveu no Twitter. "Que bom para vocês, senhoras. Ficarei feliz por pagar as vossas coimas. Continuem assim", adiantou Pink.

Em resposta à cantora, a equipa utilizou a rede social Instagram para se manifestar, agradecendo o apoio de Pink. "Uau! Muito obrigada pelo apoio".


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.