Escolha as suas informações

Rio de Janeiro anuncia cancelamento da festa de Réveillon de 2020/2021
Viver 25.07.2020

Rio de Janeiro anuncia cancelamento da festa de Réveillon de 2020/2021

Rio de Janeiro anuncia cancelamento da festa de Réveillon de 2020/2021

Foto: AFP
Viver 25.07.2020

Rio de Janeiro anuncia cancelamento da festa de Réveillon de 2020/2021

Lusa
Lusa
Segundo os responsáveis por aquela que é uma das festas passagem de ano mais famosas do mundo, a celebração "não é viável neste cenário de pandemia sem a existência de uma vacina".

A prefeitura da cidade brasileira do Rio de Janeiro anunciou hoje o cancelamento da festa de Réveillon que aconteceria na passagem deste ano para 2021, por causa da pandemia de covid-19.

A informação foi divulgada pela Riotur, empresa pública responsável pela organização de eventos e turismo na cidade do Rio de Janeiro, numa nota citada pelos ‘media' locais.

Segundo os responsáveis, a celebração "não é viável neste cenário de pandemia sem a existência de uma vacina".

O comunicado também informa que uma nova proposta para comemorar o Ano Novo será apresentada pelo prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, nos próximos dias.


Covid-19. Prefeitura de São Paulo adia Carnaval em 2021 por causa da pandemia
O Carnaval de São Paulo é um dos maiores eventos do país. Este ano, mais de 15 milhões de pessoas participaram nos desfiles de rua em centenas de blocos organizados na cidade.

Na passagem de 2019 para 2020 quase três milhões de pessoas acompanharam a festa de Réveillon na praia de Copacabana, local onde se realizada um tradicional fogo-de-artifício na capital ‘carioca'.

O Brasil é o país lusófono mais afetado pela pandemia e um dos mais atingidos no mundo, ao contabilizar o segundo número de infetados e de mortos (mais de 2,3 milhões de casos e 85.238 óbitos), depois dos Estados Unidos.

A pandemia de covid-19 já provocou cerca de 640 mil mortos e infetou mais de 15,8 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas