Escolha as suas informações

Pedro Castilho no confessionário
Viver 01.03.2017 Do nosso arquivo online

Pedro Castilho no confessionário

Pedro Castilho é filho de operários e hoje trabalha no mundo da finança. Colaborou em associações e projetos ligados ao mundo financeiro e cultural. Émembro das câmaras de comércio indiana e americana no Luxemburgo

Pedro Castilho no confessionário

Pedro Castilho é filho de operários e hoje trabalha no mundo da finança. Colaborou em associações e projetos ligados ao mundo financeiro e cultural. Émembro das câmaras de comércio indiana e americana no Luxemburgo
Foto: Laurent Antonelli
Viver 01.03.2017 Do nosso arquivo online

Pedro Castilho no confessionário

Pedro Castilho tem 45 anos e é o representante da sociedade civil no Conselho Nacional de Estrangeiros (CNE), o órgão de consulta do Governo luxemburguês para as questões de imigração. É funcionário numa instituição bancária luxemburguesa e fundador da Verbalius, uma empresa que dá formações em “public speaking” (falar em público, comunicação e expressão verbal).

Pedro Castilho tem 45 anos e é o representante da sociedade civil no Conselho Nacional de Estrangeiros (CNE), o órgão de consulta do Governo luxemburguês para as questões de imigração. É funcionário numa instituição bancária luxemburguesa e fundador da Verbalius, uma empresa que dá formações em “public speaking” (falar em público, comunicação e expressão verbal).

O que estava a fazer antes desta entrevista?

Estava a comer uma sandes.

Quando era pequeno o que é que queria ser quando fosse grande?

Cozinheiro.

Que outra profissão faria se não fizesse o que faz?

Advinhe.

Se pudesse ter um super-poder,qual seria?

A imortalidade.

Se fosse mulher seria...

Muito mázinha.

Se fosse uma personagem histórica seria…

Cristovão Colombo .

O defeito de que não consegue livrar-se?

A hiperatividade.

A qualidade de que mais se orgulha?

A hiperatividade.

Uma proibição que não suporta?

Não poder estacionar onde me apetece.

Um livro?

“Le Petit Robert“ (dicionário francês).

Um disco?

“Thriller”, de Michael Jackson.

Um filme?

“La vita é bella”, de Roberto Benigni.

Prato preferido?

Carne de porco à alentejana.

Clube do coração?

Sporting.

Um lugar (país ou sítio)?

A praia da Costa da Caparica no inverno.

Que país nunca vai figurar no seu passaporte?

O pais das maravilhas.

O lugar mais estranho onde já esteve?

Varanasi, a cidade mais sagrada da India.

O pior e o melhor do Luxemburgo?

Pior, a chuva. Melhor, a Bofferding.

Uma palavra que não gosta de usar?

Impossível.

A palavra (ou expressão) que mais usa por dia?

On y va ! (Vamos!)

Um autor (vivo ou morto) para escrever a sua biografia?

O Bocage.

Uma coisa que quer mesmo fazer antes de morrer?

Xixi.

O que não pode faltar no seu epitáfio?

Um ponto final.

Depois desta entrevista vai…

Dormir.

JLC

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Nasceu em Cabo Verde, formou-se em Portugal e vive no Luxemburgo desde 2007. Maria Rosário Gomes é presidente da Câmara de Comércio Luxemburgo – Cabo Verde e formadora na Maison des Associations. Enquanto artista plástica conta com várias exposições individuais e coletivas no Luxemburgo, Cabo Verde, Portugal, França e Bélgica.
Maria Gomes
O avançado lusodescendente de 31 anos é um dos jogadores com maior número de golos e internacionalizações ao serviço do Luxemburgo. Trocou o F91 Dudelange pelo Racing Luxembourg no final do último campeonato, que venceu, e continua a colecionar títulos.
Viviane Loschetter tem 57 anos e é formada em pedagogia social. Faz parte do partido “Déi Gréng” (Os Verdes) desde 1998. É deputada desde 2004 e presidente do grupo parlamentar dos ecologistas. Acumula ainda os cargos de conselheira comunal e vereadora da autarquia da capital.
Viviane Loschetter
Hana Sofia Lopes é atriz, filha de imigrantes portugueses do Luxemburgo, onde nasceu em 1990. Integrou o elenco da telenovela “Coração d’Ouro” (SIC) em 2016. Em breve estreia nos EUA o filme “The Toy Gun”, uma co-produção entre o Luxemburgo, Bélgica e Alemanha. Acabou de gravar a série alemã ”Credo” para a Arte e ZDF.