Escolha as suas informações

Maioria dos residentes no Luxemburgo bebe água da torneira
Viver 16.02.2021

Maioria dos residentes no Luxemburgo bebe água da torneira

Maioria dos residentes no Luxemburgo bebe água da torneira

Foto: Shutterstock
Viver 16.02.2021

Maioria dos residentes no Luxemburgo bebe água da torneira

Diana ALVES
Diana ALVES
Número de pessoas que bebe água da torneira duplicou nos últimos 15 anos.

A maioria dos residentes do Luxemburgo bebe água da torneira todos os dias. Uma nova sondagem realizada pelo TNS-Ilres, a pedido do Ministério do Ambiente, da Administração da Gestão da Água (AGE) e da Associação Luxemburguesa dos Serviços de Água (Aluseau) concluiu que o número de pessoas que bebe água da torneira duplicou nos últimos 15 anos.

De acordo com os dados, 82% dos residentes bebem água da torneira, sendo que 58% fazem-no todos os dias. Uma tendência que as autoridades qualificam de positiva, já que que em 2006 os números eram de 40% e 28%, respetivamente. O inquérito, realizado em agosto de 2020, permitiu saber também as razões pelas quais os residentes estão a optar cada vez mais pela água da torneira em vez da engarrafada. O fator ecológico é apontado com mais frequência (78%), seguindo-se o facto de a água da torneira ser mais barata (59%), mais prática (51%) e ter melhor qualidade (47%). 

Outro aspeto analisado diz respeito ao sabor, com 75% dos residentes a considerarem que a água da torneira sabe bem. Metade diz mesmo que o sabor é idêntico ou melhor do que o da água engarrafada. Mas a água potável que chega ao domicílio dos residentes não agrada a todos. Cerca de 18% nunca a consome, embora o número tenha diminuído substancialmente face aos 60% registados em 2006. O calcário, a falta de confiança na qualidade ou o sabor são os principais motivos avançados pelos que continuam a preferir água engarrafada. 


Governo quer que restaurantes comecem a vender água da torneira
É um primeiro passo para que, no futuro, os consumidores possam beber água da torneira nos restaurantes.

De acordo com a ministra do Ambiente, Carole Dieschbourg, os resultados do  estudo "serão o ponto de partida para uma iniciativa de promoção da água da torneira como um hábito saudável e ecologicamente sustentável". No âmbito desta campanha, os cidadãos passarão também a ter um melhor acesso a informações fiáveis sobre a qualidade de água. Novos detalhes da iniciativa deverão ser divulgados em breve.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.