Escolha as suas informações

Luxemburgo tem os melhores restaurantes do mundo à porta de casa
Viver 4 2 min. 10.12.2019

Luxemburgo tem os melhores restaurantes do mundo à porta de casa

Luxemburgo tem os melhores restaurantes do mundo à porta de casa

Photo : Marc Wilwert
Viver 4 2 min. 10.12.2019

Luxemburgo tem os melhores restaurantes do mundo à porta de casa

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
Cinco dos melhores estão no Grão-Ducado e quase duas centenas entre os 1000 agora eleitos situam-se em França, Bélgica e Alemanha.

Os verdadeiros amantes da gastronomia que residem no Grão-Ducado, aqueles que se dispõem a percorrer centenas de quilómetros só para saborear uma certa iguaria, podem ficar mais felizes.

Entre os 1000 melhores restaurantes do mundo, os ‘crème de la crème’ do planeta cinco são do Luxemburgo e quase duas centenas encontram-se situados em redor do país.

Primeiro há que felicitar os restaurantes do Grão-Ducado que constam na edição 2020 da prestigiada ‘The List’, onde figuram orgulhosamente os 1000 melhores do mundo, eleitos por mais de 600 guias gastronómicos.

E com cinco restaurantes incluídos, o Luxemburgo surge na 34º posição entre os países representados.

Os restaurantes Ma Langue Sourit, Lea Linster, Clairefontaine, La Distillerie e Mosconi mereceram, segundo os mais conceituados especialistas internacionais, estar entre os melhores do planeta. Todos eles constam igualmente da edição de 2020 do Guia Michelin para Bélgica e Luxemburgo.

Ma Langue Sourit, com uma avaliação de 92,50 em 100, é o único do Luxemburgo com duas estrelas Michelin e consta, na 238º lugar no ‘The List’, segundo o Paperjam.

Seguem-se o Lea Linster com 88,5, Clairefontaine com 88, La Distillerie com 83 e o Mosconi com 76. Este último que perdeu este ano uma estrela Michelin ficando agora apenas só com uma.

E quais são os melhores do mundo?

O melhor dos melhores é o Guy Savoy, em Paris, França. O segundo é Le Bernardin, em Nova Iorque, EUA, e o terceiro e quarto, Ryugin e Sugalabo, situam-se em Tóquio, Japão. Todos os quatro apresentam uma pontuação máxima de 99,50. O quinto, o Baumé, tem também endereço nos EUA, mas na Califórnia.

 Roteiros gastronómicos

 Mas não é preciso cruzar o oceano Atlântico ou atravessar Europa e Ásia para experimentar outros restaurantes melhores do mundo, depois dos do Luxemburgo.

A partir de casa, dá para os residentes no Grão-Ducado criarem verdadeiros roteiros gastronómicos com destino aos países vizinhos, nalguns casos com ida e volta no mesmo dia para conhecerem e saborearem alguns dos mais bem elaborados e conseguidos pratos do planeta.

Afinal entre os 1000 que figuram na ‘The List’, 116 situam-se em França, 53 na Alemanha, e 25 na Bélgica.

Aqui fica a ‘The List’, a lista dos 1000 onde constam os nossos e os dos países vizinhos para que possa escolher por onde começar.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas