Escolha as suas informações

Luxemburgo. Restaurante Mosconi perde uma estrela Michelin
Viver 19.11.2019 Do nosso arquivo online

Luxemburgo. Restaurante Mosconi perde uma estrela Michelin

Luxemburgo. Restaurante Mosconi perde uma estrela Michelin

Foto: Serge Waldbillig
Viver 19.11.2019 Do nosso arquivo online

Luxemburgo. Restaurante Mosconi perde uma estrela Michelin

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
No Grão-Ducado, só o Ma Langue Sourit mantém as duas estrelas na edição 2020 da bíblia gastronómica. A cozinha de elite está mais pobre.

O restaurante Mosconi, considerado um dos mais belos do Luxemburgo, perdeu uma das suas estrelas Michelin, na edição deste ano da bíblia gastronómica que foi apresentada segunda-feira à noite.

Assim no Guia Michelin 2020 da Bélgica e Luxemburgo apenas o restaurante Ma Langue Sourit mantém as duas estrelas, no Grão-Ducado.

O Mosconi que em 2014 já tinha ficado sem uma das duas distinções e que levou três anos a recuperá-la não estava nada à espera de voltar a ficar apenas com uma estrela.

"Vamos recuperar"

"Quando perdemos, sofremos, mas é através do trabalho que iremos recuperar”, declarou ao ‘5 Minutes’ Simonetta Mosconi.

Para a mulher do chef Ilario Mosconi (na foto em cima) depois desta surpresa desagradável só há uma direção: “Vamos ter de trabalhar duas vezes mais para voltarmos ao bom caminho. Esperamos que desta vez não demore três anos”.

Também o chef Cyril Molard do restaurante Ma Langue Sourit, o único que agora apresenta duas estrelas no Grão-Ducado se mostrou desapontado com o revés do Mosconi.

“Esta edição não representa realmente a atual realidade gastronómica luxemburguesa. Esperávamos mais, mesmo para a Bélgica”, declarou à edição online do PaperJam. Este chef amante da cozinha francesa admitiu que o Luxemburgo demorou algum tempo a chegar ao nível que hoje apresenta nesta área mas conseguiu. E, apesar de tudo, diz-se “feliz pelos jovens profissionais que brilham”.

Recorde-se que em outubro, Molard foi eleito chef do ano pelo guia de restaurantes franceses Gault&Millau.

Restaurantes estrelados

Na edição do Guia Michelin 2020, além deste refúgio gastronómico de excelência em Moutfort, a 10 quilómetros da cidade do Luxemburgo, o único com duas estrelas, são oito os restantes restaurantes estrelados (com uma estrela) do Grão-Ducado: o Mosconi, na cidade do Luxemburgo, junta-se assim ao Les Jardins d'Anaïs, Clairefontaine e La Cristallerie, todos na capital, ao La Distillerie, em Bourglinster, ao Guillou Campagne em Schouweiler, ao Fani em Roeser, e Léa Linster, em Frisange.

Na Bélgica, o restaurante Hof van Cleve, em Bruges é o único com três estrelas do país.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas