Escolha as suas informações

Grão-Duques planeiam reforma em Biarritz?
Viver 2 min. 31.08.2020

Grão-Duques planeiam reforma em Biarritz?

Grão-Duques planeiam reforma em Biarritz?

Foto: Cour grand-ducale/Marion Dessard
Viver 2 min. 31.08.2020

Grão-Duques planeiam reforma em Biarritz?

Catarina OSÓRIO
Catarina OSÓRIO
Henri e Maria Teresa anunciaram que compraram um apartamento na cidade costeira francesa. Imprensa sugere que este pode ser o destino após a reforma.

"O Grão-Duque e a Grã-Duquesa do Luxemburgo instalam-se em Biarritz", é o título do jornal regional francês Sud-Ouest aquando da visita dos Grão-Duques do Luxemburgo na sexta-feira passada a Biarritz, em França.

Henri e Maria Teresa posaram para os jornalistas numa visita ao atelier da designer Anelor e do presidente da Câmara da cidade. O artigo refere que a Grã-Duquesa "convidou a sua comitiva e a imprensa a descobrir o trabalho da costureira Anelor, com os seus casacos inspirados em quimonos japoneses". 

Nas declarações proferidas durante a visita, Maria Teres não pôs de parte a hipótese de o casal se fixar na cidade francesa no futuro. "Não nos instalaremos aqui de imediato, mas porque não dentro de alguns anos", referiu a Grã-Duquesa aos repórteres. O casal mudou-se temporariamente na passada segunda-feira para um apartamento com vista para o mar adquirido por ambos. "Esta é a nossa fuga em segredo, para nós os dois", disse Maria Teresa. "Ainda temos obrigações no Luxemburgo, especialmente o meu marido, que tem muito trabalho, a nossa residência fixa não é aqui por agora, mas porque não dentro de alguns anos", acrescentou por fim.

A esposa de Henri confidenciou que tem vindo a desfrutar dos encantos e das pessoas da cidade basca nos últimos dois anos. "O povo é tão acolhedor e autêntico aqui. O meu marido e eu podemos aspirar a uma vida normal cá. Mesmo que algumas pessoas nos reconheçam na rua, permanecem discretas". 

Recentemente, as férias da corte grã-ducal foram motivo de uma pergunta parlamentar dos Piratas. Referindo-se a uma outra residência de verão, em Cabasson (França), o deputado Sven Clement questionou o parlamento sobre o custo da segurança na residência. Já no início do ano os gastos e o funcionamento da Corte foram objetos de uma inspeção decretada pelo primeiro-ministro, Xavier Bettel, no início deste ano.


Mais uma semana atormentada para a família grã-ducal
Novo organograma da casa real exclui a Grã-Duquesa Maria Teresa, que não terá qualquer poder de decisão.

O relatório Waringo, de 44 páginas, foi compilado pelo antigo diretor da Inspeção-Geral das Finanças, Jeannot Waringo, e a mensagem dominante é a de  que a situação atual "não pode permanecer igual".  O documento sugeria, por exemplo, a modernização do funcionamento da monarquia, algo que foi acatado pelo executivo que anunciou a criação de uma nova entidade na corte grã-ducal, que terá, entre outras responsabilidades, gerir os recursos humanos. Na altura soube-se também que será elaborado um novo organograma da corte no qual a Grã-Duquesa não terá uma palavra a dizer. 



Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Monarquia: Maria Teresa enfurecida após despedimento de funcionária
A grã-duquesa Maria Teresa estará enfurecida com o despedimento de uma funcionária da Corte Grã-Ducal, que deveria ser condecorada no âmbito da Festa Nacional luxemburguesa. A trabalhadora externa acabou por perder o emprego depois de os serviços competentes terem descoberto que, afinal, o seu registo criminal não estava “limpo”.
Die Großherzogin kann ihrem Mann aus familiären Gründen nicht zur Seite stehen.