Escolha as suas informações

Grão-Duques já tomaram a terceira dose da vacina
Viver 2 19.11.2021
Covid-19

Grão-Duques já tomaram a terceira dose da vacina

Covid-19

Grão-Duques já tomaram a terceira dose da vacina

Maison du Grand-Duc
Viver 2 19.11.2021
Covid-19

Grão-Duques já tomaram a terceira dose da vacina

O Parlamento deu esta semana mais um passo em direção à administração da dose de reforço da vacina contra a covid-19.

O Grão-Duque e a Grã-Duquesa do Luxemburgo, Henri e Maria Teresa receberam uma dose de reforço da vacina contra a covid-19 na passada terça-feira, 16 de novembro. "Em solidariedade com todos os mobilizados contra a pandemia", o casal grão-ducal reforçou a sua imunidade "a fim de manter um elevado nível de protecção contra as formas graves da doença". O casal grão-ducal tinha sido vacinado em abril de 2021, e recebeu, assim a dose de reforço sete meses depois. 

A Câmara dos Deputados aprovou esta semana uma moção do Partido Cristão Social (CSV) que dá luz verde a uma injeção de reforço para toda a população residente no Luxemburgo. O primeiro-ministro, Xavier Bettel, e a ministra da Saúde, Paulette Lenert, deverão anunciar mais pormenores sobre a dose de reforço na conferência de imprensa desta sexta-feira, a partir das 15h. 


Em direto. Bettel e Lenert falam hoje ao país. Novas medidas?
Governo deverá abordar a administração da dose de reforço na população em geral. Acompanhe a conferência no Contacto a partir das 15h.

Atualmente, o país administra uma dose de reforço da vacina contra a covid-19 aos maiores de 65 anos e aos profissionais de saúde sem critérios de idade. Também os auxiliares dos dentistas podem aceder à dose de reforço.

As novas infeções por covid-19 aumentaram quase 20% no espaço de uma semana, de acordo com o boletim semanal do ministério da Saúde. Em termos absolutos na última semana foram contabilizadas 1.444 pessoas com teste positivo, quando na semana passada foram 1.211. 


Casos aumentam quase 20% numa semana no Grão-Ducado
Morreram ainda mais oito pessoas em sete dias, de acordo com o balanço semanal da doença. Taxa de incidência aumentou e continua no vermelho.

Entre 8 e 14 de novembro, morreram mais oito pessoas da doença, fazendo agora um total de 862 mortes. A idade média entre os óbitos é de 79 anos.

O número de hospitalizações em cuidados normais manteve-se estável, com 31 pacientes (mais dois do que na semana passada). Nos cuidados intensivos estão 14 pacientes (mais um do que na semana passsada). 


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas