Escolha as suas informações

Gerir o stress para limitar o impacto sobre a saúde
Viver 14.06.2020

Gerir o stress para limitar o impacto sobre a saúde

Gerir o stress para limitar o impacto sobre a saúde

Foto: Shutterstock
Viver 14.06.2020

Gerir o stress para limitar o impacto sobre a saúde

Redação
Redação
A gestão do stress pode, através da formação, melhorar a qualidade de vida laboral dos trabalhadores de uma empresa.

Se o stress no trabalho pode criar estímulos, também pode "ser prejudicial e gerar patologias a curto e médio prazo", explica Virginie Rouaux, formadora e responsável da Etic Corporate em declarações ao L'Essentiel. Durante os seus cursos de formação empresarial, adopta uma abordagem científica graças a uma ferramenta de medição do stress que lhe permite avaliar e tomar medidas para limitar o seu impacto na saúde das pessoas.

De um ponto de vista jurídico, "cada empregador é responsável pela segurança dos seus trabalhadores". Isto diz especialmente respeito aos riscos psicossociais, como o stress, o assédio e o esgotamento", acrescenta a formadora. Em muitos países é uma obrigação, mas "no Luxemburgo, é uma recomendação". Um empregador que presta atenção à qualidade de vida profissional dos seus empregados "é uma garantia de atractividade", de acordo com Virginie.

Para fazer face ao stress, ainda mais nesta altura do ano, a formadora recomenda a introdução de pausas de cinco minutos no exterior, sem máscara, no seu horário de trabalho, para "pensar no facto de estar a respirar". 

"Isto ajuda a baixar o ritmo cardíaco e a acalmar". O stress dos trabalhadores também pode ser transmitido, frequentemente de forma não intencional, pelos seus gestores. Virginie Rouaux aconselha-os a serem flexíveis e a ouvirem activamente as expectativas dos seus colaboradores. "Oferecemos também formação para os ajudar a tomar as decisões certas", conclui.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.