Escolha as suas informações

Facebook testa ferramenta para ajudar a esquecer 'ex'
Viver 20.11.2015 Do nosso arquivo online
Rede social

Facebook testa ferramenta para ajudar a esquecer 'ex'

Rede social

Facebook testa ferramenta para ajudar a esquecer 'ex'

REUTERS
Viver 20.11.2015 Do nosso arquivo online
Rede social

Facebook testa ferramenta para ajudar a esquecer 'ex'

O Facebook começou a testar na quinta-feira uma série de ferramentas opcionais para que os utilizadores, depois do fim de um relacionamento, possam limitar as suas interacções com os/as seus/suas ex-companheiros/as na rede social.

O Facebook começou a testar na quinta-feira uma série de ferramentas opcionais para que os utilizadores, depois do fim de um relacionamento, possam limitar as suas interacções com os/as seus/suas ex-companheiros/as na rede social.

"Estamos a testar ferramentas para ajudar as pessoas a controlarem como querem interagir com os seus ex-companheiros no Facebook depois de terminar um relacionamento", informou Kelly Winters, da rede social, durante uma mensagem no blog oficial do grupo.

A ideia é que o utilizador active as ferramentas para ver menos publicações do seu ex-companheiro no seu "muro" e que o nome do seu "ex" não seja sugerido para ser marcado em mensagens ou fotos, mas sem a necessidade de bloqueá-lo ou eliminá-lo da sua lista de amigos, explicou Winters.

A ferramenta também vai limitar as actualizações de fotos, vídeos e a situação sentimental que podem ser vistas pelo ex-companheiro, e vai permitir "desmarcar"  publicações com os ex-namorados e ex-companheiros.

"Esperamos que estas ferramentas ajudem as pessoas a terminar as suas relações no Facebook de maneira mais fácil, cômoda e com controle", finalizou Winters.

Uma vez que o utilizador deixe de indicar que está num relacionamento, vai receber um convite para usar estas ferramentas, que já foram testadas nas applicações do Facebook para dispositivos móveis nos Estados Unidos.


Notícias relacionadas

O aumento das eliminações demonstra os desafios que o Facebook enfrenta na remoção de contas criadas por computadores que aumentam o 'spam', as ‘fake news’ e outro material indesejável. E quanto mais eficazes se tornam as ferramentas de deteção do Facebook, mais esforços estão a ser desenvolvidos pelos criadores destas contas falsas. A empresa calcula que 5% das contas existentes são falsas.
O Facebook admitiu à Comissão Europeia que os dados de "até 2,7 milhões" de utilizadores daquela rede social a residir na União Europeia possam ter sido transmitidos de "maneira inapropriada" à empresa britânica Cambridge Analytica. No Luxemburgo, o desvio de dados pessoais de utilizadores do Facebook poderá ter afetado 2.645 pessoas. Em Portugal foram cerca de 63 mil.
(FILES) In this file photo taken on March 22, 2018 a cellphone and a computer screen display the logo of the social networking site Facebook in Asuncion.
Up to 2.7 million people in the European Union may have been affected by the Facebook personal data scandal, the bloc announced April 6, saying they would demand further answers from the social media giant. / AFP PHOTO / NORBERTO DUARTE
O Facebook anunciou hoje que anulou uma operação internacional cujos membros divulgavam a palavra "gosto" e falsos comentários nas contas de utilizadores para garantir contactos e inundá-los de seguida com mensagens indesejáveis.
US-Heimatschutzminister John Kelly hatte schon Anfang Februar in einer Anhörung vor dem Senat gesagt, dass Einreisende möglicherweise künftig nach Passwörtern ihrer Profile in sozialen Netzwerken gefragt werden könnten.