Escolha as suas informações

Continua a ir ao restaurante? Horesca quer saber o que mais o(a) preocupa
Viver 2 min. 05.11.2020

Continua a ir ao restaurante? Horesca quer saber o que mais o(a) preocupa

Continua a ir ao restaurante? Horesca quer saber o que mais o(a) preocupa

Foto: Gerry Huberty
Viver 2 min. 05.11.2020

Continua a ir ao restaurante? Horesca quer saber o que mais o(a) preocupa

Diana ALVES
Diana ALVES
Em plena pandemia, a Horesca quer compreender as necessidades e preocupações dos clientes dos restaurantes. Por essa razão, a federação que representa o setor acaba de lançar uma sondagem no seu site.

Em plena pandemia, a Horesca quer compreender as necessidades e preocupações dos clientes dos restaurantes. Por essa razão, a federação que representa o setor acaba de lançar uma sondagem no site horesca.lu. O setor da Horesca tem sido um dos mais afetados pela pandemia. 

Depois de semanas a fio de portas fechadas e perdas sem precedentes, cafés, bares e restaurantes continuam a ter de lidar com uma quebra no volume de negócios, não só por estarem obrigados a fechar mais cedo, mas também porque muitos clientes têm receio de frequentar espaços públicos e ser contaminados. 

Para tentar perceber melhor as preocupações dos clientes, a federação lançou uma sondagem, cujos resultados serão depois transmitidos aos proprietários de restaurantes. O inquérito começa por questionar os cidadãos se continuam a frequentar os restaurantes. Se a resposta for 'não', a Horesca quer saber qual a razão: se por medo de serem contaminados por um cliente ou por um empregado, se por não se sentirem seguros face às medidas em vigor ou se por não gostarem de usar máscara nas deslocações dentro dos estabelecimentos. 


Novo confinamento colocaria em risco 8 mil postos de trabalho, diz Horesca
Um eventual novo confinamento, devido à pandemia de covid-19, colocaria em risco 8.000 empregos nos ramos da hotelaria e restauração, segundo as estimativas da Horesca.

Outras das questões prende-se com a opinião dos clientes sobre o serviço de take away e com o impacto do recolher obrigatório das 23:00 às 06:00 nas idas ao restaurante. Recorde-se que a entrada em vigor do recolher obrigatório obrigou cafés e restaurantes a fechar uma hora mais cedo. 

Segundo as novas medidas, em vigor desde a semana passada, o número de pessoas que podem estar sentadas à mesma mesa num restaurante ou café foi limitado a quatro, exceto se se tratar de pessoas do mesmo agregado familiar, e os espaços não podem acolher mais de 100 pessoas em simultâneo. Além disso, continuam em vigor medidas como o uso de máscara nas deslocações dentro dos estabelecimentos. O inquérito da Horesca pode ser acedido aqui.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas