Escolha as suas informações

Beber café antes de ir às compras? Vai gastar muito mais dinheiro
Viver 2 min. 27.06.2022
Comportamento

Beber café antes de ir às compras? Vai gastar muito mais dinheiro

Comportamento

Beber café antes de ir às compras? Vai gastar muito mais dinheiro

Foto: Unsplash / Jeremy Yap
Viver 2 min. 27.06.2022
Comportamento

Beber café antes de ir às compras? Vai gastar muito mais dinheiro

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
Estudo revela que quem bebe uma bica antes de entrar nas lojas gasta mais 50% do que o desejado e compra mais 30% de bens que não precisa. Saiba as razões.

Poucos são os portugueses que abdicam de um café para começar o dia ou mesmo antes do ritual de compras. Só que, saborear uma bica antes das compras pode não ser um bom hábito para a sua carteira.  

A cafeína vai alterar o seu comportamento e levá-lo a comprar o que não precisa, aumentando a despesa. Esta é a conclusão de um novo estudo sobre a influência da cafeína no comportamento dos consumidores antes de entrar nas lojas ou mesmo nas compras online, realizado por uma equipa de cientistas da Universidade do Sul da Flórida. 

Quem bebe café ou uma bebida com cafeína imediatamente antes das compras acaba por gastar 50% mais dinheiro e comprar mais 30% de produtos, sobretudo que não precisavam, do que quem não bebeu café.

Os cientistas lembram que a cafeína é o estimulante mais popular do mundo, renovando as energias, seja num simples café, ou presente em refrigerantes ou outras bebidas energéticas.

E são estas capacidades que levam a um aumento do consumo na hora de ir às compras. Beber um simples café ou algo com cafeína faz os consumidores comprarem mais do que o pensado e mesmo produtos que não precisam, mas não lhes resistem.

O que faz a cafeína?

A razão? “A cafeína, como um poderoso estimulante, libera dopamina no cérebro, o que excita a mente e o corpo. Isso leva a um estado energético mais alto, que por sua vez aumenta a impulsividade e diminui o autocontrole”, explicou Dipayan Biswas, cientista que liderou esta pesquisa publicada na revista científica Journal of Marketing. “Como resultado, a ingestão de cafeína leva à impulsividade de compras em termos de maior número de itens comprados e maiores gastos”, vinca este cientista. 

Para o estudo, os investigadores instalaram máquinas de café à entrada de três lojas, duas em França e num centro comercial em Espanha. Mais de 300 clientes foram convidados a beber um café antes das suas compras, metade bebeu café com 100mg cafeína e a outra metade, saboreou um descafeinado. No final das compras entregaram as faturas aos investigadores. Quem foi estimulado pela cafeína gastou mais 50% na despesa e adquiriu mais 30% de artigos.

A investigação revelou que o café também influencia o tipo de bens que se compra. Quem estava estimulado pela cafeína não resistiu a adquirir bens não essenciais, como velas aromáticas ou fragâncias.

Compras online por impulso

Também nas compras online o café é mau aliado. Os investigadores reuniram 200 estudantes oferecendo a metade um café normal e a outra metade descafeinado que beberam antes de escolherem quais bens comprariam de uma lista com 66 opções de compras online.


Luxemburgo tem os preços dos alimentos mais caros da UE
Os residentes do Luxemburgo são os europeus que pagam mais por alimentos, bebidas não alcoólicas e mobiliário, indica o Eurostat.

Os estudantes que consumiram cafeína escolheram mais bens considerados como compras por impulso, não essenciais como por exemplo, um aparelho de massagens, enquanto os descafeinados selecionaram itens mais práticos, como cadernos, por exemplo.

“Embora quantidades moderadas de ingestão de cafeína possam trazer benefícios positivos para a saúde, pode haver consequências não intencionais ao consumir cafeína durante as compras”, realçou o coordenador do estudo. Dipayan Biswas deixa um conselho: “Quem tenta controlar os gastos impulsivos deve evitar consumir bebidas com cafeína antes de fazer compras”.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.