Escolha as suas informações

Violador ganha direito a ver o filho

Violador ganha direito a ver o filho

Foto: Sky News
Sociedade 29.11.2018

Violador ganha direito a ver o filho

Caso aconteceu em Inglaterra e a vítima, violada quando tinha 14 anos, pede ao Governo que altere a lei.

Um homem condenado a 35 anos de prisão por violação de uma adolescente pode ganhar o direito a ver o filho nascido desse ato de violência, de acordo com uma proposta do conselho municipal de Roterham divulgada pela imprensa britânica.

A vítima em causa, Sammy Woodhouse, abdicou do seu direito ao anonimato para ajudar outras vítimas de violação, tendo divulgado um vídeo no qual pede ao Governo que altere a lei de 1989, segundo o Times.

"Trata-se de uma história sobre mim, sobre o meu filho e sobre o homem que me violou", afirma a vítima. "E também sobre o facto de o conselho de Roterham lhe oferecer a possibilidade de ter direitos parentais sobre o meu filho, apesar de ter sido provado num tribunal, onde foi condenado a 35 anos, que representava um perigo para mim, para o meu filho e para as outras crianças", acrescentou.

A decisão do conselho municipal de Roterham, segundo noticia o Times, citando um porta-voz da entidade, foi adotada depois de esta ter procurado, com acordo da mãe, Sammy Woodhouse, colocação numa instituição para uma criança que tem "necessidades especiais". Em termos legais, o conselho é obrigado a notificar "todas as pessoas com direitos parentais".

Neste caso, porém, a notificação ao condenado, que a Associação de Jornalistas do Reino Unido identifica como Arshid Hussain (ex-membro de um gang de paquistaneses, cuja maioria dos elementos foi condenada por crimes sexuais contra várias adolescentes), terá sido um erro, conforme reconheceu o Ministério da Justiça.

Hussain foi condenado a 35 anos de cadeia em 2016 por agressões sexuais contra pelo menos 23 adolescentes. Um relatório de 2014 revelou que centenas de crianças "foram sistematicamente violadas, espancadas e vítimas de tráfico sexual ao longo de 12 anos em Roterham".


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.