Escolha as suas informações

Velocidade "sem precedentes". Super tufão Noru atinge as Filipinas
Sociedade 3 25.09.2022
Tempestade

Velocidade "sem precedentes". Super tufão Noru atinge as Filipinas

Homem foge do vento em Manila, Filipinas
Tempestade

Velocidade "sem precedentes". Super tufão Noru atinge as Filipinas

Homem foge do vento em Manila, Filipinas
AFP
Sociedade 3 25.09.2022
Tempestade

Velocidade "sem precedentes". Super tufão Noru atinge as Filipinas

AFP
AFP
Os ventos podem atingir cerca de 205km/h quando o super tufão atingir a terra.

O super tufão Noru chegou às Filipinas neste domingo, levando milhares de pessoas a abandonarem as suas casas com medo do rastro de destruição. 

De acordo com o Departamento de Meteorologia das Filipinas, o Noru fez-se sentir às 17h30 horas locais nas Ilhas Polillo, que fazem parte da província de Quezon. 

Acompanhado por ventos de 195km/h, Noru é o tufão mais forte registado no país este ano, com uma velocidade "histórica", de acordo com o serviço meteorológico nacional. "Instamos os residentes em áreas de perigo a obedecerem aos apelos para evacuar quando necessário", disse o chefe da polícia filipina, Rodolfo Azurin. 

As Filipinas são atingidas por cerca de 20 tufões por ano, um fenómeno que os cientistas dizem estar a piorar devido às alterações climáticas. Há nove meses, outro super tufão matou mais de 400 pessoas, no centro e sul do país. 

Um tufão é classificado como "super tufão" quando os seus ventos excedem uma certa velocidade, variando o limiar de acordo com o serviço meteorológico nacional (nas Filipinas, este limiar é de 185 km/h). A velocidade do vento que acompanha Noru aumentou de 90 km/h em apenas 24 horas, uma intensificação "sem precedentes", de acordo com o meteorologista Robb Gile.

De acordo com o serviço meteorológico, a velocidade do vento poderá atingir 205 km/h quando o super tufão, que teve origem no Oceano Pacífico, chegar a terra. 

 O serviço alertou para inundações, deslizamentos de terras e ondas altas nas áreas afetadas. As escolas permanecerão fechadas na segunda-feira e o tráfego marítimo foi suspenso. 

Na região de Manila, atingida pelo tufão 100 km a nordeste da capital onde residem 13 milhões de pessoas, estavam em curso evacuações obrigatórias em algumas áreas de alto risco, incluindo bairros de lata ribeirinhos. 


O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas