Escolha as suas informações

Varíola dos macacos. Quase 100% das pessoas infetadas na UE são homens
Sociedade 28.06.2022
Saúde

Varíola dos macacos. Quase 100% das pessoas infetadas na UE são homens

Dos 1.796 casos reportados este ano na UE, 1.786 são homens, ou seja, 99,4%.
Saúde

Varíola dos macacos. Quase 100% das pessoas infetadas na UE são homens

Dos 1.796 casos reportados este ano na UE, 1.786 são homens, ou seja, 99,4%.
Foto: Shutterstock
Sociedade 28.06.2022
Saúde

Varíola dos macacos. Quase 100% das pessoas infetadas na UE são homens

Henrique DE BURGO
Henrique DE BURGO
Praticamente todas as pessoas infetadas com a varíola dos macacos na União Europeia (UE) são homens. De acordo com uma resposta parlamentar da ministra da Saúde, Paulette Lenert, dos 1.796 casos reportados este ano na UE, 1.786 são homens, ou seja, 99,4%.

Ainda segundo os números da Organização Mundial da Saúde (OMS) citados pela ministra, dos 676 casos em que a orientação sexual foi notificada, 672 pessoas identificaram-se como homens que tiveram relações sexuais com homens, ou seja, também 99,4%.


OMS mantém nível de alerta tendo assinalados 3.040 casos de Monkeypox em 47 países
A Organização Mundial de Saúde (OMS) entende que o surto atual do vírus do 'monkeypox' não representa uma urgência de saúde pública de dimensão internacional

Na sua questão parlamentar, o partido 'os Verdes' acusa o Ministério da Saúde de estigmatizar a comunidade LGBT ao divulgar que "pessoas com múltiplos parceiros" e "homens que tiveram relações sexuais com outros homens" têm um risco acrescido de infeção.

Paulette Lenert explica que não se trata de estigmatizar um grupo, mas informar com dados factuais para proteger as pessoas de maior risco. A própria OMS fez um folheto dirigido a este grupo de risco.

No Luxemburgo foram detetados até agora três casos. Segundo o Ministério da Saúde, a quarentena prevista para os infetados é de 21 dias.


Dois novos casos de varíola dos macacos descobertos no Luxemburgo
Isto eleva a três o número total de casos conhecidos no país.

O tempo de incubação do vírus pode ir de duas a três semanas. Os sinais de infeção são principalmente problemas de pele na região genital, mas também febre, dores de cabeça, dores musculares, dores de costas ou cansaço. As autoridades luxemburguesas encomendaram 2.500 doses de vacinas, suficientes para tratar 1.250 pessoas.

Em caso de suspeita de infeção, as pessoas devem contactar o Serviço Nacional de Doenças Infeciosas (telefone: 4411-3091) e obter mais informações no site www.sante.lu.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas