Escolha as suas informações

Vítima de tráfico humano salva 32 anos depois

Vítima de tráfico humano salva 32 anos depois

Foto: DR
Sociedade 26.12.2018

Vítima de tráfico humano salva 32 anos depois

Argentina foi raptada quando tinha 13 anos e só agora, com um filho de nove, foi resgatada pela polícia na Bolívia.

Uma cidadã argentina que fora vítima do tráfico de pessoas com apenas 13 anos e levada para a Bolívia foi resgatada pela polícia, quase 32 anos depois do rapto, segundo informações reveladas pelas autoridades.

A imprensa argentina relata que a então jovem fora raptada em Mar del Plata no ano de 1987 por um homem de 50 anos que vivia com a irmã. Esta voltou a casa passados três meses, mas a raptada foi conduzida para uma casa de prostituição na Bolívia - no sábado, as forças policiais conseguiram retirá-la de uma garagem em Bermejo, onde sobrevivia sob condições de escravatura com um filho de nove anos.

Os familiares nunca desistiram de a encontrar e o esforço conjunto entre a polícia argentina e a Força Especial de Luta Contra o Crime (FELCC) boliviana produziu resultados após mais de três dezenas de anos.

A agência Efe relembra que o tráfico de seres humanos "é o terceiro delito que mais movimenta dinheiro no mundo". Só na Argentina, desde 2008, "foram resgatados quase 12 mil indivíduos traficados, de acordo com as estimativas do programa nacional de resgate e acompanhamento de vítimas do Ministério da Justiça".

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.