Escolha as suas informações

UE. Luxemburgo entre os países onde o transporte ferroviário de passageiros mais caiu
Sociedade 09.11.2020

UE. Luxemburgo entre os países onde o transporte ferroviário de passageiros mais caiu

UE. Luxemburgo entre os países onde o transporte ferroviário de passageiros mais caiu

Foto: Chris Karaba/Luxemburger Wort
Sociedade 09.11.2020

UE. Luxemburgo entre os países onde o transporte ferroviário de passageiros mais caiu

Diana ALVES
Diana ALVES
O Luxemburgo está entre os países da União Europeia (UE) onde o transporte ferroviário de passageiros mais caiu no segundo trimestre deste ano, altura em que as medidas restritivas no âmbito da pandemia já estavam em vigor.

O Luxemburgo está entre os países da União Europeia (UE) onde o transporte ferroviário de passageiros mais caiu no segundo trimestre deste ano, altura em que as medidas restritivas no âmbito da pandemia já estavam em vigor.

Segundo dados divulgados pelo Eurostat, as viagens de comboio afundaram 78% no segundo trimestre de 2020, face a igual período de 2019. O país apresenta assim a segunda descida mais acentuada, sendo ultrapassado apenas pela Irlanda (-94%).

Tal como o Grão-Ducado, também França e Espanha registaram diminuições de 78%, embora nestes países o número de passageiros em causa seja muito superior. No caso do Luxemburgo, a quebra de 78% traduz-se em 4,9 milhões de passageiros a menos em relação ao ano anterior. 


Comboios com wifi só estarão disponíveis em 2022
A Internet gratuita chegará nos 34 comboios da próxima geração, revelou o ministro da Moilidade.

Na maioria dos países da UE, o número de passageiros que viajam de comboio caiu pelo menos para metade nos mês de abril, maio e junho. A única exceção às quedas drásticas é a Holanda, onde o transporte ferroviário de passageiros permaneceu estável. Relembre-se que o país foi um dos únicos na Europa que não decretou confinamento obrigatório durante a primavera de 2020.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Eurostat: Zona euro cresce ao ritmo mais elevado desde 2011
A economia da zona euro cresceu 2,1% no segundo trimestre do ano, face ao período homólogo. Os dados ficam em linha com o previsto pelos analistas. Este é o ritmo mais elevado desde 2011, de acordo com os dados do Eurostat, já que nos primeiros três meses daquele ano, a economia cresceu 2,9%.