Escolha as suas informações

TAP é das companhias aéreas mais poluentes na Europa
Sociedade 02.04.2019

TAP é das companhias aéreas mais poluentes na Europa

TAP é das companhias aéreas mais poluentes na Europa

Foto: Lusa
Sociedade 02.04.2019

TAP é das companhias aéreas mais poluentes na Europa

Emissões de gases com efeito de estufa dos voos dentro do espaço europeu aumentaram 26,3% nos últimos cinco anos.

Nos dois últimos anos, a TAP foi a segunda companhia aérea que emite mais gases poluentes na Europa, segundo dados divulgados esta segunda-feira pela Comissão Europeia (CE). Os dados do organismo dizem respeito às emissões de gases com efeito de estufa gerados pelas companhias aéreas a operar no espaço europeu em 2018. A companhia só é ultrapassada pela Jet2. 

A associação ambientalista ZERO e a Federação Europeia dos Transportes e Ambiente (T&E) analisaram estes dados e concluíram que a TAP ocupa a segunda posição no crescimento de emissões de gases nos últimos dois anos. "Nos últimos dois anos, as emissões da TAP aumentaram 13 por cento, só ultrapassada pela companhia Jet2", pode ler-se no comunicado.

Uma das razões para este resultado "é o crescimento do tráfego aéreo nos últimos anos evidenciado em todos os aeroportos nacionais e também pelas companhias que operam em Portugal com maior número de movimentos e passageiros transportados, o que está relacionado com a recuperação económica e a atratividade [do país] de Portugal para o turismo".


Tentar salvar o planeta pode ser mais prejudicial que benéfico, dizem psicólogos
Todo o consumo causa danos ambientais permanentes e as opções ecológicas são muito menos prejudiciais. Mas não reparam o dano. Segundo um estudo divulgado esta segunda-feira, “a melhor coisa para o meio ambiente seria consumirmos menos no geral”.

De acordo com os dados da CE, as emissões de gases com efeito de estufa dos voos dentro do espaço europeu aumentaram 26,3% nos últimos cinco anos, ultrapassando qualquer outro modo de transporte. A  ZERO afirma que "não é de todo surpreendente que o modo de transporte menos tributado seja também aquele que apresenta um crescimento das emissões mais rápido". 

Para as duas associações ambientais, esta tendência de crescimento irá manter-se até que a Europa perceba que este setor não está a ser adequadamente tributado e pouco regulamentado". E acrescenta mesmo a necessidade de "ser alinhado com a exigência do Acordo de Paris e do objetivo de a Europa tornar-se neutra em carbono em 2050".

Entre as medidas urgentes sugeridas por ambas encontram-se a introdução de um imposto sobre o querosene e os bilhetes de avião, a par com a definição de metas que obriguem as companhias aéreas a introduzir combustíveis mais limpos (como o querosene sintético, produzido a partir de eletricidade renovável ou carbono capturado do ar).


  

 





Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.