Escolha as suas informações

SpaceX abre caminho ao turismo espacial ao trazer com sucesso astronautas para Terra
Sociedade 10 2 min. 03.08.2020

SpaceX abre caminho ao turismo espacial ao trazer com sucesso astronautas para Terra

Bob Behnken e Doug Hurley regressaram à Terra este domingo após terem passado dois meses na Estação Espacial Internacional.

SpaceX abre caminho ao turismo espacial ao trazer com sucesso astronautas para Terra

Bob Behnken e Doug Hurley regressaram à Terra este domingo após terem passado dois meses na Estação Espacial Internacional.
Foto: AFP
Sociedade 10 2 min. 03.08.2020

SpaceX abre caminho ao turismo espacial ao trazer com sucesso astronautas para Terra

AFP
AFP
A missão bem sucedida abre caminho para o turismo espacial, um dos planos da empresa do multimilionário Elon Musk.

(Edição de Catarina Osório) 

Dois astronautas da NASA regressaram à Terra no domingo numa cápsula da empresa SpaceX após dois meses na Estação Espacial Internacional (ISS, em inglês). Foi a primeira vez que um voo ao espaço foi operado por uma empresa privada. A missão bem sucedida abre caminho para os voos regulares deste tipo pela empresa. Recorde-se que a SpaceX pretende lançar-se no turismo espacial nos próximos anos. 

"Bem-vindo de volta à Terra, e obrigado por voar no SpaceX", disse o chefe de operações da SpaceX, Mike Heiman, aos dois astronautas. "Foi uma honra e um privilégio", respondeu o Comandante Doug Hurley. 

"Fizemos história hoje", disse por sua vez o chefe da NASA Jim Bridenstine. Bridenstine afirmou também que a parceria público-privada é para repetir em projetos como o regresso à Lua, o programa Artemis, e as missões a Marte. 

A bordo do SpaceX Dragon, Doug Hurley e Bob Behnken passaram de uma velocidade de 28.000 km/h em órbita para 24 km/h ao aterrar ao largo da Florida, nos EUA, com quatro pára-quedas a abrir como planeado no final da descida. A viagem de regresso da ISS começou a 1 de agosto e foi a primeira vez desde 1975 que a aterragem aconteceu na água. As cápsulas aterraram ao largo de Pensacola, no Golfo do México, área escolhida de forma a evitar uma tempestade tropical mais a leste. 

Numerosos barcos de recreio, incluindo um que hasteava uma bandeira com a palavra "Trump", tentaram alcançar os astronautas que tiveram mesmo de ser auxiliados pela Guarda Costeira antes da cápsula poder ser içada para um navio. "Teremos de fazer melhor da próxima vez", admitiu Jim Bridenstine, face a esta violação do perímetro de segurança. 


NASA anuncia descoberta de planeta do tamanho da Terra em zona considerada habitável
O planeta é chamado de "TOI 700 d" e está relativamente próximo da Terra, a cem anos-luz de distância, sublinhou a agência espacial norte-americana.

Num outro imprevisto os fumos tóxicos de um tanque de combustível na cápsula tiveram de ser drenados, o que atrasou a abertura da escotilha. Uma hora e um quarto após aterrarem, "Bob" e "Doug", melhores amigos na vida, conseguiram finalmente sair, em macas, presumivelmente para se reajustarem à gravidade na Terra. 

Umas horas depois, a SpaceX, empresa fundada por Elon Musk em 2002, aplaudia o sucesso da missão histórica. "Não há dúvida que foi um enorme alívio", disse Gwynne Shotwell, presidente empresa, enquanto Musk viajava para Houston para se encontrar com os astronautas. 

A viagem de ida e volta à Estação Espacial Internacional (ISS, em inglês) é, não só primeira a ser realizada por uma empresa privada, como também põe fim ao monopólio russo no acesso à estação desde que os EUA estacionaram os seus vaivéns espaciais a julho de 2011. A cápsula tinha chegado à ISS a 31 de maio e regressou no início deste mês. Os dois astronautas passaram 64 dias no espaço.

A missão da Dragon não se vai ficar por aqui: em setembro vai enviar quatro astronautas, um de cada vez, incluindo um japonês. Na primavera de 2021 irá enviar o astronauta francês Thomas Pesquet.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas