Escolha as suas informações

Saúde mental. Governo lança campanha destinada aos jovens nas redes sociais
Sociedade 1 16.02.2021

Saúde mental. Governo lança campanha destinada aos jovens nas redes sociais

Saúde mental. Governo lança campanha destinada aos jovens nas redes sociais

Foto: Anouk Antony/Luxemburger Wort
Sociedade 1 16.02.2021

Saúde mental. Governo lança campanha destinada aos jovens nas redes sociais

Diana ALVES
Diana ALVES
O Ministro da Educação revelou recentemente que os pensamentos suicidas dos jovens aumentaram 15% nos últimos tempos.

Está lançada nas redes sociais a campanha #act4support, uma iniciativa "em prol do bem-estar dos jovens em tempos de pandemia". A campanha surge numa altura em que a saúde mental dos mais novos parece estar a sofrer os efeitos da pandemia.

Na sexta-feira, o ministro da Educação, Claude Meisch, revelou que os pensamentos suicidas dos jovens aumentaram 15% nos últimos tempos, algo que está a preocupar o Governo e que levou o Centro Psicossocial e de Acompanhamento Escolar (CePas, na sigla em francês) a lançar uma série de iniciativas para fazer face à situação.

Uma delas prende-se com a campanha nas redes sociais. A ideia é "convidar os jovens a promover atitudes positivas a adotar em tempos de crise através da partilha de ações solidárias e de encorajamento". O vídeo a apelar à participação já está a circular nas redes sociais, pedindo aos jovens que partilhem essas ideias usando a hashtag #act4support.

Os vídeos 360 não têm suporte aqui. Ver o vídeo na aplicação Youtube.



Ministério da Educação vai distribuir jogos de tabuleiro nas escolas
Segundo os psicólogos das escolas, os casos de pensamentos suicidas nos alunos aumentaram 15% desde o início da pandemia.

O CePAS propõe ainda um "serviço de ajuda e escuta psicológica destinado a crianças, adolescentes e famílias em situação de stress, conflito e esgotamento". O número desta linha de apoio é o 8002-9393, e funciona de segunda a sexta-feira, das 08:00 às 18:00. As iniciativas do CePAS incluem também a distribuição de folhetos informativos em várias línguas (francês, luxemburguês, alemão e inglês) sobre o papel de professores e do pessoal docente, alertando para determinados sinais que podem ajudar a detetar possíveis alertas na saúde mental dos jovens.

Outra das iniciativas diz respeito a um "guia de boas práticas", ainda em fase de elaboração, que compila uma série de recomendações destinadas ao pessoal docente no âmbito da atual de crise. O documento deverá ser publicado antes das férias da Páscoa.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.