Escolha as suas informações

Salmonella, E.coli e listeria. Um trio de bactérias potencialmente tóxico
Sociedade 4 min. 06.04.2022 Do nosso arquivo online
Segurança alimentar

Salmonella, E.coli e listeria. Um trio de bactérias potencialmente tóxico

Segurança alimentar

Salmonella, E.coli e listeria. Um trio de bactérias potencialmente tóxico

Sociedade 4 min. 06.04.2022 Do nosso arquivo online
Segurança alimentar

Salmonella, E.coli e listeria. Um trio de bactérias potencialmente tóxico

AFP
AFP
Embora estas três bactérias estejam longe de ser a causa de todas as infeções alimentares, elas podem ser perigosas para a saúde humana. Conheça os principais riscos de cada uma delas e saiba como se proteger.

Salmonella, E.coli e listeria, três categorias de bactérias, que têm sido mencionadas nas notícias dos últimos dias pela sua presença em vários produtos alimentares, são a causa de muitos casos de intoxicação, alguns dos quais fatais, e têm muito em comum.

Embora estas três bactérias estejam longe de ser a causa de todas as infeções alimentares, frequentemente causadas por um vírus, como muitos casos de gastroenterite, elas podem ser perigosas para a saúde humana. 

Estes são os principais riscos:


Monoprix da capital retira chocolates Kinder. Um caso de salmonela detetado no Luxemburgo
Um caso de salmonela foi detetado no Luxemburgo e está sob investigação, anunciaram as autoridades. Casos têm levado à recolha de produtos Ferrero em vários países europeus, incluindo França e Bélgica.

Salmonella: A salmonelose -  infeção causada por bactérias do tipo salmonella e em relação à qual várias dezenas de casos foram detetados na Europa com uma possível ligação a chocolates Kinder - é a principal causa de morte por intoxicação alimentar. A doença, que provoca várias centenas de mortes por ano em França, é causada pela salmonela, uma grande família de bactérias também responsável pela febre tifoide, explica a AFP. Devendo o seu nome ao veterinário americano que as descobriu, Daniel Elmer Salmon, estas bactérias provêm na sua maioria do trato digestivo dos animais. Uma grande variedade de alimentos, consumidos crus, mal cozinhados ou contaminados após a cozedura - como carne, ovos ou leite - pode ser a fonte de contaminação. Mais raramente, a contaminação também pode resultar do consumo de fruta ou vegetais e de leite em pó. Os sintomas da salmonelose aparecem em média após um a três dias de incubação e são mais frequentemente aos de uma gastroenterite, por vezes aguda, implicando diarreia e cólicas abdominais, febre ligeira e até vómitos. Mas a infeção pode, em alguns casos, ser perigosa ou até mesmo fatal, dado que os mais pequenos ou os idosos podem ficar gravemente desidratados em consequência da diarreia. Também são possíveis complicações relacionadas com septicemia ou meningite. Para as formas graves, é indicado o tratamento com antibióticos. 


Os queijos recolhidos podem conter a bactéria 'listeria monocytogenes', que causa a listeriose, uma infeção alimentar.
Queijos da marca Graindorge recolhidos em França
Os queijos em questão têm sido vendidos em toda a França em supermercados como Auchan, E.Leclerc, Carrefour ou Intermarché.

Listeria: Depois da salmonelose, a listeriose é a segunda causa mais comum de morte por intoxicação alimentar, com várias dezenas de mortes por ano no país vizinho do Luxemburgo. É causada pela bactéria Listeria Monocytogenes, que foi recentemente encontrada em vários queijos produzidos por uma filial do grupo Lactalis, apesar de não terem sido relatados casos de infeção. Na sua forma dita "invasiva", a listeriose é particularmente mortal: cerca de um quarto dos pacientes morrem, por exemplo, de complicações neurológicas como a meningite. O período de incubação é geralmente de uma ou duas semanas, mas pode ir até quase três meses, e as mulheres grávidas estão particularmente em vulneráveis, com um risco 20 vezes maior de desenvolver a infeção do que a população em geral. Tal como a salmonelose, a listeriose é tratada com antibióticos e é eliminada pela cozedura dos alimentos, sendo, portanto, encontrada em alimentos crus ou mal cozinhados, como carne, produtos lácteos, vegetais frescos e fruta. Mas também tem as suas próprias especificidades. Ao contrário da salmonela, em que as temperaturas frias abrandam o seu desenvolvimento, a listeria pode reproduzir-se em grande número num frigorífico. A Listeriose está, portanto, frequentemente ligada a "alimentos que podem ser mantidos durante muito tempo em condições refrigeradas", como resume a Organização Mundial de Saúde (OMS). 


Pais de crianças infetadas por pizzas da Buitoni querem apresentar queixa
De acordo com o Le Figaro, 16 famílias já contactaram um advogado para iniciar um processo judicial contra a marca.

E.coli: Destacada nas notícias da última semana por um surto de casos recente, em França, ligados às pizzas Buitoni (Nestlé), a Escherichia Coli (E.coli) é responsável por muito menos mortes do que a salmonela e a listeria, mas é difícil de tratar. A E.coli é uma grande família de bactérias, muitas das quais estão presentes no sistema digestivo humano e até o ajudam a funcionar. Contudo, algumas variedades podem causar intoxicação. Mais uma vez, o calor da cozedura mata a bactéria, assim como uma gama de alimentos crus ou mal cozinhados pode ser afetada por ela, desde certos tipos de carne a sementes germinadas, como no pior surto ocorrido até à data na Europa em 2011. Em casos raros, estas intoxicações, que aparecem três a quatro dias após a ingestão, podem degenerar em "síndrome hemolítica urémica" (HUS), incluindo insuficiência renal. Tal como a salmonelose, são principalmente os idosos e as crianças que mais estão em risco. No entanto, ao contrário da salmonelose e da listeriose, os antibióticos não devem ser utilizados para combater a E.coli, uma vez que podem piorar a situação. Por isso, a infeção grave por E. coli é particularmente difícil de tratar. 

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas