Escolha as suas informações

Ryanair não vai voar em abril e maio
Sociedade 24.03.2020

Ryanair não vai voar em abril e maio

Ryanair não vai voar em abril e maio

AFP
Sociedade 24.03.2020

Ryanair não vai voar em abril e maio

Lusa
Lusa
Companhia aérea pôs à disposição dos governos a sua frota de aviões para efetuar "repatriamentos" e "voos essenciais".

A transportadora também recordou que a partir da meia-noite de hoje quase toda a sua frota de aviões ficará em terra, se bem que há uns dias precisou que manterá de momento um número reduzido de voos entre a Irlanda e o Reino Unido.

"Agora mesmo, não prevemos operar voos durante os meses de abril e maio, mas isso depende claramente das recomendações do Governo, e nós cumprimos sempre estas instruções", explicou o presidente executivo (CEO - Chief Executive fficer) da Ryanair, Michael O'Leary.


Como regressar a Portugal?
Tem dificuldades para conseguir voltar ao país? Saiba as linhas da apoio criadas pela embaixada e as cidades próximas onde ainda há voos para Lisboa até 19 de abril.

O CEO voltou a pôr à disposição de "todos os governos" os aviões da Ryanair para efetuar "repatriamentos" e "voos essenciais" para o "transporte de medicamentos, equipas de proteção pessoal e, se necessário, de alimentos de emergência".


Covid-19. Luxair suspende todos os voos a partir de 24 de março
A partir de hoje, terça-feira, e durante as próximas quatro semanas, os aviões da Luxair vão ficar em terra.

O'Leary reconheceu que "ninguém sabe" quanto tempo durará o "confinamento" provocado pela pandemia, se bem que "a experiência da China" sugira que "o período de contenção e de redução" da propagação da pandemia poderia ser "de três meses".

"Já que as fronteiras da Europa estão congestionadas ou fechadas, é vital que a Ryanair desempenhe o seu papel para manter o transporte de remédios e alimentos essenciais", sublinhou O'Leary, que assegurou que "todos estes voos" operam "com a máxima segurança", com "desinfeções diárias".

Neste sentido, lamentou que a companhia tenha reduzido "os trabalhadores de escritório" em 50% para acatar as medidas de "distanciamento social", pelo que pediu "paciência" aos clientes que tentam pôr-se em contacto com o serviço de apoio.


Tap
Covid-19. Companhias aéreas flexibilizam reagendamentos das reservas
Easyjet, TAP e Luxair entre as transportadoras que estão a permitir alterações de reserva gratuitas. Saiba como pode alterar os voos marcados para este mês.

"Receberão um correio eletrónico no devido tempo. Por favor, não liguem para as nossas linhas de telefone, já que dada a falta de pessoal só se podem atender os casos mais urgentes, que durante os próximos dias serão os voos de resgate", adiantou O'Leary.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.