Escolha as suas informações

O reforço do ensino de português é uma certeza
Sociedade 15.09.2021
Rentrée escolar

O reforço do ensino de português é uma certeza

Eacola Internacional Anne Beffort/EIMAB, em Mersch.
Rentrée escolar

O reforço do ensino de português é uma certeza

Eacola Internacional Anne Beffort/EIMAB, em Mersch.
Foto: Guy Jallay
Sociedade 15.09.2021
Rentrée escolar

O reforço do ensino de português é uma certeza

Madalena QUEIRÓS
Madalena QUEIRÓS
Em cima da mesa está a hipótese de criar uma secção portuguesa nas escolas europeias.

A hipótese de se criar uma secção portuguesa nestas escolas europeias está em discussão. “Existe uma comunidade portuguesa muito presente no Luxemburgo e estamos a pensar criar uma secção linguística portuguesa”, avança Michel Hiebel, dirigente SOIE do Ministério da Educação do Luxemburgo. Mas há dois problemas por resolver. 

A necessidade de encontrar uma equipa pedagógica para lecionar todas as disciplinas em português. E também espaços suplementares para albergar estas novas aulas de português. A criação desta estrutura implica um acréscimo de 25% no espaço disponível no edifício, o que é muito difícil de conseguir.

Mas esta não é uma prioridade para o ministro da Educação. Confrontado com esta possibilidade, Claude Meisch afirma que “para já não vamos nessa direção”. “O que podemos fazer é oferecer o português como segunda língua, no nosso sistema, o que já muito bem aceite por alunos em Differdange, Esch e nas outras escolas europeias”, sublinha. 


Cursos complementares de português em todas as escolas primárias de Differdange
Medida avança já este ano escolar. Estes cursos vão estar agora disponíveis em escolas primárias de sete comunas.

“Sabemos bem que o português é uma língua mundial falada em muitos continentes e em muitos países e é importante disponibilizar o ensino do português a um maior número de jovens”, sublinha. Mas a hipótese não passa por “abrir secções linguísticas em português”. “Porque o que é preciso é oferecer uma secção numa língua que tenha uma perspetiva de futuro, quer para continuar os seus estudos, quer para entrar no mercado de trabalho”, conclui o ministro da Educação. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Há 2.781 alunos inscritos nas aulas de Português no Luxemburgo para o ano lectivo 2016/2017, 1.536 no ensino integrado (na escola pública luxemburguesa) e 1.245 no ensino paralelo, segundo dados avançados ao CONTACTO por Joaquim Prazeres, responsável pela Coordenação do Ensino do Portugês no Grão-Ducado.
A poucos dias do início das aulas estavam inscritos 1.536 alunos nos cursos integrados de português e 1.245 nos cursos paralelos