Escolha as suas informações

Regresso da vida noturna e feriado da Festa Nacional ligados à subida de casos de covid-19
Sociedade 2 min. 07.07.2021
Covid-19

Regresso da vida noturna e feriado da Festa Nacional ligados à subida de casos de covid-19

Covid-19

Regresso da vida noturna e feriado da Festa Nacional ligados à subida de casos de covid-19

Sociedade 2 min. 07.07.2021
Covid-19

Regresso da vida noturna e feriado da Festa Nacional ligados à subida de casos de covid-19

Rastreio dos novos casos e dos seus contactos mostra uma associação entre essas situações e a origem das novas contaminações, segundo os dados das autoridades de saúde.

O recomeço da vida noturna no Luxemburgo e os convívios informais do Dia Nacional são cada vez mais apontados como uma das razões para o aumento do número de infeções do vírus SARS-CoV-2, no país. 

As temperaturas mais amenas, conjugadas com um maior acesso a restaurantes e bares, assim como as reaberturas graduais de alguns espaços de dança e animação têm potenciado os convívios familiares e sociais, nas últimas semanas, e o rastreio dos novos casos e dos seus contactos mostra uma associação entre essas situações e a origem das novas contaminações, refere a edição desta quarta-feira da edição francesa do Luxemburger Wort.

Em 307 contactos, as pessoas reconheceram que tinham participado em eventos festivos e sociais a 22 de junho (no âmbito do Dia Nacional, em particular) e em vários encontros nos dias seguintes. 

O período entre a véspera de feriado e o fim-de-semana seguinte parecem ter sido o terreno ideal para a propagação do vírus, que se tem espalhado mais rapidamente com a variante Delta, mais transmissível que as anteriores. 

A maioria dos inquiridos, indica o Luxemburger Wort, reconheceu que tinha sido infetada nessas ocasiões e que terá descurado as regras sanitárias, como o uso de máscara e o distanciamento físico. 

No âmbito do rastreio de contactos, feitos pelo Ministério da Saúde, 245 pessoas afirmaram que terão sido infetadas em restaurantes.


Luxemburgo e Portugal entre os países com mais novos casos diários de infeção
O Grão-Ducado é o quarto na União Europeia e Portugal o segundo com mais novos casos por 100.000 habitantes.

Foram identificados 29 estabelecimentos onde terá ocorrido a transmissão do vírus e diferentes clusters, um dos quais, por si só, terá sido responsável por, pelo menos, 63 infeções, adianta o jornal, citando os dados recolhidos pelas autoridades de saúde. 

De acordo com o Ministério da Saúde, outras 205 pessoas infetadas frequentaram bares ou locais públicos na véspera do feriado nacional ou nos dias seguintes. 

Também entre os funcionários dos restaurantes identificados foram detetados 12 casos.

A maioria dos infetados são adultos jovens, com idades entre os 18 e os 40 anos de idade. 

Para controlar este tipo de situações, as autoridades reforçaram os controlos sanitários nos estabelecimentos de restauração e aumentaram o número de convites para testes PCR gratuitos para residentes com idades compreendidas entre os 18 e os 40 anos. 

Além destas medidas pontuais, sinaliza ainda o jornal, o Ministério da Saúde adverte que este aumento do número de contaminações poderá influenciar as próximas decisões no âmbito da nova lei covid, que será discutida este fim de semana, e implicar as ações a tomar, pelo Governo, para o início da época de férias no país. 

O Luxemburgo já é o quarto país da União Europeia com mais novos casos diários de infeção por SARS-CoV-2 por 100 mil habitantes, de acordo com os dados acumulados da última semana.

De acordo com o site "Our World in Data", da Universidade de Oxford, o Grão-Ducado registou uma média de 98 casos por 100 mil habitantes.

Só no último fim de semana, o país contabilizou 398 novas infeções, com  194 casos registados na sexta-feira, 195 no sábado e nove no domingo.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas