Escolha as suas informações

Radar ligado ao semáforo registou 10.000 infrações durante fase de testes
Sociedade 22.03.2021 Do nosso arquivo online

Radar ligado ao semáforo registou 10.000 infrações durante fase de testes

Radar ligado ao semáforo registou 10.000 infrações durante fase de testes

Foto: Anouk Antony/Luxemburger Wort
Sociedade 22.03.2021 Do nosso arquivo online

Radar ligado ao semáforo registou 10.000 infrações durante fase de testes

Susy MARTINS
Susy MARTINS
Multas estão a contar a partir de fevereiro deste ano.

O primeiro radar com ligação direta a um semáforo no Grão-Ducado – instalado na Place de l’Étoile, na cidade do Luxemburgo – registou mais de dez mil infrações durante a fase de testes, ainda que sem efeitos práticos. Mais precisamente foram 10.248 entre outubro de 2020 e janeiro deste ano. O dispositivo detetou 6.432 automobilistas que não respeitaram o semáforo vermelho e 3.816 condutores que estavam em excesso de velocidade. 

Os dados foram partilhados pelo ministro da Mobilidade, François Bausch, em resposta a uma questão parlamentar dos deputados do Partido Pirata, Sven Clement e Marc Goergen. O dispositivo de controlo tem como objetivo multar os automobilistas que não respeitam os semáforos, e os que conduzem em excesso de velocidade. 

Os cerca de dez mil infratores não foram multados, uma vez que as infrações foram registadas na fase de testes, entre outubro de 2020 e janeiro deste ano. O dispositivo já está, assim ativo desde fevereiro, e quem não respeitar as regras, passa a receber uma multa em casa.


Primeiro radar com ligação direta a um semáforo entrou em funcionamento em fevereiro na capital.
Radares fixos ativos há cinco anos no Luxemburgo
Ministro da Mobilidade e Transportes diz que os radares têm tido um papel importante na diminuição da sinistralidade rodoviária.

Segundo o ministro da Mobilidade, François Bausch, os radares têm sido  importantes na prevenção da sinistralidade rodoviária, sendo que o Governo  prevê instalar mais dois radares semelhantes na capital: na rua de Hollerich, e o outro no "Schlammestee", perto de Weiler-la-Tour.  

 O radares fixos - onde se incluem os instalados nos semáforos - já existem há cinco anos no Grão-Ducado. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas