Escolha as suas informações

Projeto-piloto de alfabetização em francês vai avançar em quatro escolas primárias
Sociedade 10.05.2022
Ensino

Projeto-piloto de alfabetização em francês vai avançar em quatro escolas primárias

Ensino

Projeto-piloto de alfabetização em francês vai avançar em quatro escolas primárias

Foto: Guy Wolff/Luxemburger Wort
Sociedade 10.05.2022
Ensino

Projeto-piloto de alfabetização em francês vai avançar em quatro escolas primárias

Henrique DE BURGO
Henrique DE BURGO
Projeto em quatro escolas abrange os falantes de português e outras línguas de origem latina. Tem início já a partir do próximo ano letivo.

Quatro escolas primárias do Luxemburgo vão começar a alfabetização em francês já a partir de setembro de 2022. A garantia foi dada pelo ministro da Educação, Claude Meisch, em resposta parlamentar ao CSV. 

O projeto-piloto faz parte do programa da coligação governamental acordado em 2018 e vai ser implementado nas escolas primárias do Däich, em Dudelange, Nelly Stein, em Schifflange, e Oberkorn e Fiels, em Differdange. 

A medida destina-se a todas as crianças, mas "em particular àquelas cuja primeira língua é de origem latina". Nestes incluem-se, por exemplo, os falantes de português, italiano, francês ou castelhano.

Quanto à língua alemã, será ensinada mais tarde no ciclo 2, de forma oral, como acontece atualmente com o francês. Já no primeiro ano do ciclo 3, estes alunos vão aprender a escrever alemão. 


Alemão continua a ser o maior problema dos alunos portugueses no Luxemburgo
A pandemia veio agravar ainda mais as dificuldades nas competências orais e escritas da língua alemã pelos filhos dos imigrantes lusos das classes mais desfavorecidas, revela um novo relatório nacional.

Claude Meisch defende que, independentemente da língua em que são alfabetizados, os alunos devem ter bagagem linguística necessária para prosseguir os estudos. A fusão com os alunos alfabetizados em alemão deve ocorrer no final do ciclo 4, para que o normal procedimento de orientação possa ser aplicado.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

A partir de setembro de 2017, as creches e o ensino pré-escolar vão passar a contar com mais uma língua. O francês vai ser introduzido “de forma lúdica”, anunciou o ministro da Educação. A medida já foi criticada pela deputada Martine Hansen, do CSV, que acusa o ministro de fazer “uma enorme experiência social com as crianças”.