Escolha as suas informações

Portugueses vão poder aprender luxemburguês online e sem custos
Sociedade 16.04.2022
Novos programas

Portugueses vão poder aprender luxemburguês online e sem custos

Novos programas

Portugueses vão poder aprender luxemburguês online e sem custos

Sociedade 16.04.2022
Novos programas

Portugueses vão poder aprender luxemburguês online e sem custos

Redação
Redação
Em setembro, vai ser lançada uma plataforma digital gratuita para aprender a língua luxemburguesa, com um interface em português para ajudar na aprendizagem. Para os portugueses do Luxemburgo e de todo o mundo.

Os residentes estrangeiros no Grão-Ducado têm cada vez mais interesse pela língua luxemburguesa. Em dez anos, o número de matrículas nos cursos da língua do Grão-ducado mais que duplicou, passando de 2.614 em 2011-2012 para 5.681 no atual ano letivo, declarou o ministro da Educação, Claude Meisch. O anúncio foi feito durante a apresentação de novos materiais didáticos para a promoção da língua e cultura luxemburguesa não só no país mas também para a Grande Região e para o mundo.

 “O interesse pela nossa língua cresceu claramente nos últimos anos. O número de pessoas a aprender luxemburguês está a aumentar no nosso país, mas também no estrangeiro. A oferta e as possibilidades de aprender a nossa língua são agora diversificadas: desde o clássico curso de línguas no Luxemburgo, à formação online acessível aos quatro cantos do mundo”, sublinhou o  ministro na semana passada.

Uma das novidades é o lançamento  da nova plataforma de aprendizagem da língua luxemburguesa, batizada “Lëtzebuergesch léieren online”, que será lançada no início do ano letivo de 2022-2023. 

Todos os portugueses residentes no Grão-Ducado vão assim poder iniciar-se neste idioma sem necessidade de ter de se deslocar fisicamente às aulas dos cursos ministrados no país. 

Este programa digital é de acesso gratuito e que terá é apresentado em vários idiomas, nomeadamente em língua portuguesa, para que seja mais simples aprender o luxemburguês. 


Um terço dos portugueses sente-se vítima de racismo no Luxemburgo
Um em cada três portugueses diz que já foi vítima de racismo ou de discriminação na procura de uma habitação, no emprego ou na sala de aula. São indicadores alarmantes que constam do primeiro estudo nacional feito no Luxemburgo sobre racismo e discriminação.

 Numa primeira fase irá incluir apenas os níveis elementares e intermédios de aprendizagem, desde o vocabulário, gramática, pronúncia que serão depois ampliados para cursos mais completos. 

Além do ensino da língua, a plataforma vai também incluir módulos informais de notícias, vida cultural entre outros, além de módulos especializados para as mais diversas profissões. A par com o português o programa possui outros interfaces em francês, inglês, alemão e luxemburguês.      

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Há 2.781 alunos inscritos nas aulas de Português no Luxemburgo para o ano lectivo 2016/2017, 1.536 no ensino integrado (na escola pública luxemburguesa) e 1.245 no ensino paralelo, segundo dados avançados ao CONTACTO por Joaquim Prazeres, responsável pela Coordenação do Ensino do Portugês no Grão-Ducado.
A poucos dias do início das aulas estavam inscritos 1.536 alunos nos cursos integrados de português e 1.245 nos cursos paralelos