Escolha as suas informações

O Cristianinho "às vezes bebe Coca-Cola e sabe que fico irritado", diz Ronaldo
Sociedade 31 1 4 min. 17.06.2021
Polémica

O Cristianinho "às vezes bebe Coca-Cola e sabe que fico irritado", diz Ronaldo

Polémica

O Cristianinho "às vezes bebe Coca-Cola e sabe que fico irritado", diz Ronaldo

Foto: Instagram
Sociedade 31 1 4 min. 17.06.2021
Polémica

O Cristianinho "às vezes bebe Coca-Cola e sabe que fico irritado", diz Ronaldo

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
CR7 trocou a Coca-Cola por água numa conferência de imprensa e a polémica estoirou. Apesar de já ter feito uma campanha pela bebida em 2006, o jogador lamenta que o filho mais velho seja um adepto deste refrigerante. E até a concorrente da Coca-Cola, a Pepsi já fez um 'boneco de vodu' do jogador.

O episódio de Cristiano Ronaldo a afastar duas garrafas de Coca-Cola, quando se sentou na conferência de imprensa de antecipação do primeiro jogo da seleção no Euro 2020, frente à Hungria, continua a dar que falar. 

Num gesto insólito, o capitão das 'quinas' trocou as duas garrafas de Coca-Cola (um dos patrocinadores do Euro2020), ao mesmo tempo que afirmou: "água, bebam água". E o gesto continua a dar que falar. 

A Coca-Cola já respondeu ao gesto de CR7 que foi de imediato associado à queda bolsista da multinacional norte-americana. Na segunda-feira, as ações da empresa desvalorizaram, uma perda de cerca de quatro mil milhões de euros. As redes sociais foram logo invadidas com imagens do jogador a protagonizar uma campanha para a Coca-Cola, em 2006, com alguns internautas a acusarem-no de hipocrisia.

Os vídeos 360 não têm suporte aqui. Ver o vídeo na aplicação Youtube.

O desagrado do capitão da seleção portuguesa pela Coca-Cola e pelos refrigerantes, em geral, é já conhecido. Em dezembro passado, Ronaldo tinha admitido à imprensa que não gosta que o filho mais velho consuma refrigerantes e fast-food, dado que é um defensor de alimentação saudável.

O Cristiano Jr. "às vezes bebe Coca-Cola, refrigerantes, come batatas fritas e sabe que eu fico irritado", declarou o jogador à comunicação social, em dezembro de 2020, à margem da  cerimónia dos Globe Soccer Awards. 

A multinacional já respondeu ao gesto do futebolista português de trocar a sua bebida por água. "Aos jogadores é oferecida água, assim como Coca-Cola e Cola Zero, à chegada às nossas conferências de imprensa e toda a gente tem direito às suas preferências no que se refere a bebidas", declarou o porta-voz da Coca-Cola citado pelo Daily Mail.  

Ações em queda

O rombo da Coca-Cola em bolsa foi rapidamente atribuído ao gesto de Ronaldo, mas poderá não ter sido bem assim. Vários economistas e outros especialistas ouvidos pelos media considera, que a queda em bolsa não teve a ver com a rejeição de CR7, mas sim, com o facto de nesse mesmo dia, a empresa ter entrado em regime de ex-dividendo (que acontece em vésperas de uma empresa começar a distribuir os dividendos pelos acionistas) e tal operação provoca uma queda na cotização bolsista. A troca da Coca-Cola poderá ter sido apenas pura coincidência, explicam os entendidos.

 

A verdade é que a atitude do jogador está a ser imitada por outros futebolistas, e não apenas com a Coca-Cola, patrocinadora d0 Euro2020. O futebolista da seleção italiana, Manuel Locatelli repetiu o mesmo gesto de Ronaldo noutra conferência de imprensa, afastando as garrafas de Coca-Cola. E antes de Locatelli mas já depois de Ronaldo, o jogador francês Paul Pogba afastou uma garrafa da cerveja holandesa Heineken que estava à sua frente, noutra conferência de imprensa do Euro 2020. 

Cristiano Jr. celebra 11 anos esta quinta-feira

Esta quinta-feira o filho mais velho do jogador celebra o seu 11º aniversário.

Apesar da "irritação" do pai, o menino pode consumir de vez em quando esta bebidas. E até Georgina Rodriguez, como mostra uma imagem publicada nas redes sociais pelo casal em férias, onde os dois estão sentados à mesa e onde se vê uma lata de Coca-Cola.

Ronaldo já deu publicamento os parabéns ao filho no Instagram, com uma mensagem: "És o orgulho do papá".

A campanha de CR7 em 2006

E sim, é verdade, em 2006, por alturas do Campeonato do Mundo de Futebol, Cristiano Ronaldo, então com 21 anos, aceitou fazer uma campanha publicitária para a Coca-Cola, surgindo em fotos com uma lata da famosa bebida. Anos mais tarde, em 2013, também promoveu a cadeia de 'fast food' KFC.

Agora que é pai de quatro filhos sempre que pode fala do seu exemplo pessoal e da importância de seguir uma alimentação saudável, longe das 'tentações' calóricas.

Pepsi fez vodu com boneco de Ronaldo

Anos mais tarde, também a Pepsi envolveu-se numa polémica com o português. O caso aconteceu durante os jogos de qualificação para o Mundial de futebol de 2014, no Brasil, em que a marca fez uma campanha publicitária nada feliz nas redes sociais.

Tudo começou na véspera do jogo da seleção das 'quinas' frente à Suécia, no play off de qualificação para Mundial de futebol, a 20 novembro de 2013.

A Pepsi sueca decidiu apoiar a seleção do seu país com a campanha "Vamos passar por cima de Portugal!" no Facebook, onde mostrava três imagens de um boneco de pano com a camisola 7 [o número de Cristiano Ronaldo], uma com a cabeça esmagada por uma lata de Pepsi, outra amarrada a uma linha de comboio, e ainda outra imagem com o boneco a ser alvo de 'vodu'.

 

O choque e as críticas foram tais que a multinacional norte-americana retirou a campanha vendo-se posteriormente obrigada a pedir desculpas públicas a Cristiano Ronaldo e à seleção portuguesa. E, de nada valeu o 'feitiço' da Pepsi sueca, já que a seleção lusa venceu a Suécia por 3-2, apurando-se para a competição, e o capitão da equipa portuguesa foi o autor dos três golos.

Cristiano Ronaldo acabaria mais tarde por aceitar as desculpas da Pepsi, tendo a multinacional e o jogador "feito as pazes".


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.