Escolha as suas informações

Polémica. Facebook suspende Instagram para crianças
Sociedade 2 min. 27.09.2021
Tecnologia

Polémica. Facebook suspende Instagram para crianças

Tecnologia

Polémica. Facebook suspende Instagram para crianças

AFP
Sociedade 2 min. 27.09.2021
Tecnologia

Polémica. Facebook suspende Instagram para crianças

AFP
AFP
Críticas a uma futura versão da rede social para menores de 13 anos levou empresa a parar temporariamente a criação do Instagram Kids, para trabalhar o conceito com pais, peritos e decisores políticos.

O Facebook anunciou, esta segunda-feira, que iria fazer uma "pausa" nos trabalhos de desenvolvimento de uma versão para menores de 13 anos do Instagram. 

Em causa estão as críticas feitas mesmo antes do lançamento desta versão do Instagram para os mais novos - designada de Instagram Kids - que questionam o impacto da abertura da rede social a menores com estas idades na sua saúde. O Facebook, que detém a plataforma, vai, por isso, parar por agora o desenvolvimento desta versão para dedicar mais tempo "ao trabalho com pais, peritos e decisores políticos e demonstrar o valor e a necessidade deste serviço", afirmou o responsável pelo Instagram, Adam Mosseri, num post publicado no blogue da rede social e citado pela AFP. 


WhatsApp lança opção de visualização única para fotos e vídeos
Esta opção vai permitir que as imagens desapareçam da conversa depois de terem sido abertas.

A empresa diz acreditar na criação de uma versão para pessoas mais jovens, argumentando que as crianças acedem "cada vez mais novas" a telemóveis e smartphones, "mentindo sobre a sua idade e descarregando aplicações destinadas a maiores de 13 anos". Mesmo assim, o Facebook disse que preferia ter oportunidade de se explicar perante as críticas antes abandonar o projeto. 

 Em maio, os procuradores-gerais de 44 Estados enviaram uma carta ao fundador do grupo tecnológico referindo-se a uma investigação que mostrava uma correlação entre o uso de redes sociais e o "aumento de angústia psicológica e de comportamento suicida entre os jovens". 

Entre outras coisas, mencionaram os danos causados pela comparação constante com pares, tais como distúrbios alimentares (anorexia, bulimia), bem como os perigos do assédio online por outros adolescentes ou por adultos criminosos. 

Suspenso mas não cancelado

 Apesar do anúncio da suspensão do Instagram Kids, o Facebook não parece estar disposto a abdicar da ideia. O objetivo, justifica a empresa, é construir uma versão da rede social para crianças dos 10 aos 12 anos que seja diferente da versão para pessoas mais velhas, sem anúncios, com conteúdo apropriado e que exija permissão parental. 

 Enquanto não avança com o desenvolvimento do Instagram para crianças, a rede social diz querer continuar a instalar novas ferramentas para "permitir que os pais supervisionem as contas dos seus filhos", que em teoria está reservada apenas a maiores de 13 anos. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas