Escolha as suas informações

Polícia de Las Vegas pede ADN de Cristiano Ronaldo

Polícia de Las Vegas pede ADN de Cristiano Ronaldo

Foto: AFP
Sociedade 11.01.2019

Polícia de Las Vegas pede ADN de Cristiano Ronaldo

Exame faz parte da acusação de violação que Kathryn Mayorga moveu contra o jogador.

A polícia de Las Vegas confirmou ter solicitado uma amostra do ADN de Cristiano Ronaldo no âmbito das investigações sobre a acusação de violação que Kathryn Mayorga apresentou contra o jogador. O objetivo das autoridades é comparar essa amostra com roupa usada pela norte-americana na noite do sucedido.

Num comunicado que a agência France Presse divulgou, Peter S. Christiansen, advogado do português, revelou que se trata de "um dos procedimentos mais clássicos" em situações do género. "Cristiano Ronaldo tem dito sempre, e mantém, que aquilo que se passou em Las Vegas em junho de 2009 foi de natureza consensual. Não é, por isso, surpreendente que o seu ADN esteja presente, nem que a polícia apresente este pedido no quadro da sua investigação", referiu.

As autoridades recusaram prestar qualquer esclarecimento adicional, limitando-se a confirmar o pedido, depois de uma notícia sobre o assunto publicada pelo Wall Street Journal. "A polícia de Las Vegas adota, neste caso, as medidas que segue para qualquer caso de agressão sexual com a intenção de obter provas. Confirmamos que um pedido oficial foi enviado às autoridades italianas", admitiu a polícia da cidade norte-americana também em comunicado.

Em declarações à revista alemã Der Spiegel no passado mês de setembro, Kathryn Mayorga acusou Cristiano Ronaldo de a ter sodomizado à força a 13 de junho de 2009, tendo depois sido assinado um acordo para que o caso fosse mantido em segredo e ao abrigo do qual a norte-americana recebeu 375 mil dólares. Enquanto Ronaldo e os seus advogados negam a veracidade da documentação divulgada pela revista, assim como a existência de violação,  baseada em informação do "Football Leaks", quem defende a causa de Mayorga considera nulo o acordo de confidencialidade e pretende que Ronaldo seja punido pelo alegado crime.


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

Cristiano Ronaldo. O 1% que poderá manchar o Deus do futebol
A alegada violação de uma rapariga em 2009, a investigação de uma revista alemã e a recente reabertura do caso pela polícia norte-americana. Os especialistas ouvidos pelo Contacto consideram que Ronaldo se afasta da imagem de agressor sexual e que, por isso, torna-se difícil encarar a possibilidade de ter abusado sexualmente de Kathryn Mayorga.