Escolha as suas informações

Pfizer promete vacina contra variante Omicron em 100 dias
Sociedade 29.11.2021
Pandemia

Pfizer promete vacina contra variante Omicron em 100 dias

Pandemia

Pfizer promete vacina contra variante Omicron em 100 dias

Foto: Marijan Murat/dpa
Sociedade 29.11.2021
Pandemia

Pfizer promete vacina contra variante Omicron em 100 dias

Redação
Redação
O risco global da nova variante do SARS-CoV-2 foi classificado de "muito alto" pela OMS. Mas as farmacêuticas já estão a trabalhar em versões da vacina anticovid adaptadas à nova variante, caso venha a ser necessário.

A BioNTech/ Pfizer anunciou que está a trabalhar para adaptar a sua vacina covid-19 à nova variante, Omicron, e espera ter uma nova versão pronta em 100 dias. 


EMA diz ser prematuro prever adaptações das vacinas à nova variante
O laboratório BioNTech revelou esta sexta-feira que esperava ter dados sobre a proteção da sua vacina contra a nova variante "dentro de quinze dias, o mais tardar".

Segundo a AFP, o desenvolvimento desse processo acaba por antecipar-se à própria investigação para avaliar se uma nova vacina será necessária para combater a nova variante. A análise à Omicron começou na quinta-feira passada, assim que os casos da nova estirpe começaram a ser identificados um pouco por todo o mundo. 

No entanto, há alguns meses que a farmacêutica tem em marcha planos para assegurar que uma nova versão da sua vacina - a Comirnaty - possa ser desenvolvida no prazo de 100 dias, caso se revele necessário. 

A BioNTech/ Pfizer não é o primeiro laboratório a anunciar estar preparado para responder com uma vacina anticovid adaptada à nova variante. A Moderna, que também fabrica a outra vacina de RNA mensageiro para combater a covid-19, iniciou um processo semelhante de avaliação e desenvolvimento de novo fármaco, se for preciso.

Ambas as empresas afirmaram que dentro de poucas semanas já se saberá o suficiente sobre a Omicron para se perceber se será ou não necessária uma vacina adaptada. 


Pfizer. Aumento gradual de risco de infeção após 90 dias da segunda dose
Estudar o período de tempo desde a vacinação e o risco de infeção pode fornecer pistas importantes sobre a necessidade de uma terceira injeção e o melhor momento de a administrar, segundo a revista The BMJ.

Sobre a proteção das pessoas já vacinadas face à nova variante, o chefe médico da Moderna, Paul Burton, afirmou à BBC, este domingo, que essa proteção se mantém, embora o seu nível varie consoante o tempo que passou desde que a pessoa tomou a última dose. 

A Omicron está a levantar preocupações em todo o mundo, com os países a implementar proibições de viagens para ganhar tempo enquanto os investigadores tentam perceber se esta nova variante vai ser mais contagiosa, produzir mais doença grave ou ser mais resistente às vacinas.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse, esta segunda-feira, que o risco global representado pela nova variante Omicron do SARS-CoV-2 é "muito alto". Devido ao elevado número de mutações que apresenta, esta estirpe tem potencial para ser mais resistente à imunização e mais contagiosa, pelo que o risco de ser transmitida mundialmente é "alto", refere o documento da OMS, citado pela Agência Lusa.


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas