Escolha as suas informações

Peregrinação ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima : Hoje, Wiltz é portuguesa
Sociedade 2 min. 14.05.2015

Peregrinação ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima : Hoje, Wiltz é portuguesa

Peregrinação ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima em Wiltz é nesta quinta-feira

Peregrinação ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima : Hoje, Wiltz é portuguesa

Peregrinação ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima em Wiltz é nesta quinta-feira
Foto: GGG
Sociedade 2 min. 14.05.2015

Peregrinação ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima : Hoje, Wiltz é portuguesa

A peregrinação ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima em Wiltz tem lugar esta quinta-feria, feriado da Ascensão. Entre 15 e 20 mil peregrinos portugueses são esperados naquela cidade do Norte do Luxemburgo.

A peregrinação ao Santuário de Nossa Senhora de Fátima em Wiltz tem lugar esta quinta-feria, feriado da Ascensão. Entre 15 e 20 mil peregrinos portugueses são esperados naquela cidade do Norte do Luxemburgo.

Os primeiros grupos de peregrinos partiram na quarta-feira rumo a Wiltz. Um outro grupo partiu de Ettelbruck, esta quinta-feira, às 4h30, da place Marie-Adelaïde. De Troisvierges, os peregrinos partiram também esta quinta-feira, às 6h, da place de la Commune. Os peregrinos de Esch/Alzette reuniram-se na capital de onde saíram eram cerca de 7h da manhã.

Em Wiltz há hoje uma bênção aos peregrinos na igreja de Niederwiltz pelas 10h45 e orações do Rosário às 10h, 11h e 14h.

Às 14h30, a procissão parte rumo ao santuário de Nossa Senhora de Fátima, situado na colina, no local chamado “op Baessent”, onde uma missa campal será celebrada pelo arcebispo do Luxemburgo, Jean-Claude Hollerich, às 15h45. O regresso da procissão a Niederwiltz está previsto para às 17h.

Anualmente, a peregrinação atrai entre 15 a 20 mil peregrinos portugueses anualmente, imigrantes lusófonos e luxemburgueses vindos dos quatros cantos do Grão-Ducado e países vizinhos. 

Este ano, a peregrinação desenrola-se sob o tema “Maria, Rainha da Paz”. Parte dos fundos angariados durante o evento vão servir para adquirir equipamento para salas de formação na Guiné-Bissau.

Promessa a Nossa Senhora foi há 70 anos

Os peregrinos que este ano participarem na Peregrinação de Nossa Senhora de Fátima em Wiltz vão poder ver na igreja de Niederwiltz um marco que assinala os 70 anos da promessa feita por um grupo de luxemburgueses à santa em 1945. Inaugurada em Janeiro deste ano naquela igreja, a estela deverá ser instalada no santuário de Nossa Senhora de Fátima, no Verão.

O santuário de Nossa Senhora de Fátima em Wiltz tem origem numa promessa feita em 13 de Janeiro de 1945, numa das derradeiras operações da Ofensiva das Ardenas. Ocupada pelos nazis, a cidade de Wiltz vê-se cercada no meio dos combates e dez pessoas refugiam-se na cave do Presbitério, entre eles o padre Prosper Colling, prometendo nessa altura erigir um santuário em honra da santa, caso escapem ilesas. As tropas alemães retiram-se sete dias mais tarde, derrotadas pelos aliados do general Patton. O santuário viria a ser inaugurado em 1952 e consagrado pelo bispo do Luxemburgo, Léon Lommel. No final dos anos 1960, quando os primeiros imigrantes portugueses chegaram ao Grão-Ducado e descobriram o santuário começaram a organizar ao local uma peregrinação. A primeira peregrinação teve lugar em Maio de 1968, em alusão às aparições de Nossa Senhora na Cova da Iria, em 1917.

Outras procissões este mês

Outras cidades acolhem procissões por Nossa Senhora este mês. Depois de Echternach e Differdange (dia 9) e de Vianden (dia 12), é a vez de Remich acolher uma procissão no dia 16 de Maio, Steinfort a 23 deste mês, e Grevenmacher no dia 30. O arcebispo do Luxemburgo vai estar igualmente presente em Grevenmacher.


Notícias relacionadas

Vídeo: Portugueses já vão a caminho de Fátima em Wiltz
Não é Fátima, em Portugal, mas também há peregrinos portugueses nas estradas luxemburguesas para chegar ao santuário de Fátima, em Wiltz. Um dia antes da romaria, já há muitos a caminho. Este ano a peregrinação vai contar com a visita de Marcelo Rebelo de Sousa, mas há imigrantes que fazem a rota a pé há duas décadas.
Maria Celeste Cavaleiro: «Le pèlerinage, c'est dur mais quand on arrive à l'église de Niederwiltz on est tellement soulagé d'un seul coup qu'on serait prêt à refaire la route immédiatement».
Arcebispo do Luxemburgo em Wiltz: "Portugueses não trouxeram apenas a força dos seus braços, mas também a sua fé!"
“Os portugueses não trouxeram apenas a força dos seus braços, mas igualmente a sua fé”, disse o arcebispo do Luxemburgo, Jean-Claude Hollerich, durante a missa que celebrou no santuário de Nossa Senhora de Fátima, em Wiltz, esta quinta-feira. O arcebispo fez ainda questão de agradecer a comunidade portuguesa o que tem feito em prol do Grrão-Ducado em cinco décadas de imigração.