Escolha as suas informações

Há cada vez mais portugueses a pedirem a nacionalidade luxemburguesa
Sociedade 2 min. 28.12.2021
Emigração

Há cada vez mais portugueses a pedirem a nacionalidade luxemburguesa

Emigração

Há cada vez mais portugueses a pedirem a nacionalidade luxemburguesa

Foto: DR
Sociedade 2 min. 28.12.2021
Emigração

Há cada vez mais portugueses a pedirem a nacionalidade luxemburguesa

Redação
Redação
Segundo o relatório mais recente do Observatório da Emigração, a percentagem de portugueses a pedir nacionalidade luxemburguesa em 2020 representou um aumento pela primeira vez em quatro anos.

Os portugueses representaram, em 2020, 10,4% dos estrangeiros que obtiveram a nacionalidade luxemburguesa - uma percentagem que aumentou pela primeira vez nos últimos quatro anos. Esta é uma das conclusões do Relatório da Emigração 2020, apresentado na última semana, em Lisboa.


Relatório conclui que a perda da imigração portuguesa no Luxemburgo tem vindo a acentuar-se entre 2003 e 2020.
Percentagem de portugueses que entraram no Luxemburgo diminuiu 12,4% em 2020
Relatório conclui que a perda da imigração portuguesa no Luxemburgo tem vindo a acentuar-se entre 2003 e 2020.

O documento mostra que, no ano passado, o Reino Unido deixou de ser o principal destino dos emigrantes portugueses em 2020, cedendo o primeiro lugar à Suíça, mas em contrapartida liderou as aquisições de nacionalidade dos cidadãos nascidos em Portugal, com a atribuição de 2.042 nacionalidades britânicas a emigrantes portugueses.

  “Este fenómeno parece explicar-se, sobretudo, pelos receios induzidos pelo ‘Brexit’ e pela redução de direitos associados ao estatuto de estrangeiro que daí poderá resultar”, lê-se no relatório, elaborado pelo Observatório da Emigração, um centro de investigação do ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa.  


981 portugueses adquiriram nacionalidade luxemburguesa em 2020
No total, o Grão-Ducado atribuiu a nacionalidade luxemburguesa a 9.389 cidadãos estrangeiros, no ano passado. Número desceu em relação a 2019.

Em termos de aquisição de nacionalidade do país de destino, por parte de emigrantes portugueses, seguiram-se a Suíça (2.008) e a França (1.794). No entanto, os portugueses representaram apenas 5,9% dos estrangeiros que obtiveram a nacionalidade suíça, a percentagem mais baixa verificada nos últimos seis anos.

Variações negativas devido à pandemia

Os autores do relatório analisaram os países com valores perto de um milhar de aquisições de nacionalidade do país de destino e observaram uma variação negativa em todos eles, de 2019 para 2020, sobressaindo-se a Suíça (-28,7%), o Reino Unido (-8,3%) e o Luxemburgo (-8,1%).


Emigração portuguesa em 2020 foi a mais baixa nos últimos 20 anos
Segundo o relatório do Observatório da Emigração, a saída de portugueses do país continua o seu caminho de declínio, que começou em 2014.

“Tal se pode dever, em termos globais, ao impacto da covid-19 nos processos administrativos, e no caso do Reino Unido, também ao facto de o processo do ‘Brexit’ ter já finalizado. Já nos casos do Luxemburgo e Suíça, países com alterações recentes, liberalizantes, dos seus regimes de nacionalidade, é provável que se esteja a verificar um progressivo esgotamento do stock de pretendentes à nacionalidade do país de residência que se tinha acumulado antes daquelas alterações”, prossegue-se no documento.

Segundo o Relatório da Emigração 2020, nesse ano registaram-se cerca de 45 mil saídas de Portugal para o estrangeiro, mais de metade das 80 mil saídas em 2019.

A redução foi geral, englobando praticamente todos os destinos tradicionais da emigração portuguesa, e deveu-se, em parte, à pandemia de covid-19 e à saída do Reino Unido da União Europeia.

Com Lusa

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Segundo o relatório da emigração divulgado hoje pela Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas, os portugueses estão a emigrar menos desde 2013. Em 2017, os lusos foram a segunda nacionalidade mais representada no Luxemburgo entre os novos emigrantes.
Entre dois milhões e 2,3 milhões de portugueses estavam emigrados em 2013, principalmente na Europa, de acordo com dados da ONU e do Banco Mundial, citados no relatório do Observatório da Emigração relativo ao ano passado.
Em 2013, saíram de Portugal cerca de 110 mil portugueses
Relatório do Governo sobre a emigração
Nas vésperas do mês de férias dos emigrantes, o Governo apresentou no parlamento um relatório sobre os portugueses no estrangeiro. O estudo, que excluiu os luso-descendentes, pretende ser um primeiro retrato anual sobre atual emigração portuguesa.