Escolha as suas informações

Patentes de vacinas. Alemanha é contra levantamento
Sociedade 2 min. 07.05.2021

Patentes de vacinas. Alemanha é contra levantamento

Patentes de vacinas. Alemanha é contra levantamento

Foto: AFP
Sociedade 2 min. 07.05.2021

Patentes de vacinas. Alemanha é contra levantamento

Telma MIGUEL
Telma MIGUEL
O tema vai ser discutido hoje pelos líderes europeus na cimeira informal do Porto. Angela Merkel estará em videoconferência, mas já disse que não gosta da ideia.

Depois de Ursula von der Leyen ter dito em vários momentos que não concorda com a suspensão dos direitos de propriedade intelectual sobre as vacinas contra a covid-19, a Comissão Europeia admitiu ontem, dia 6, abertura para avaliar a proposta

Joe Biden tinha dito horas antes, na quarta-feira, que os Estados Unidos vão apoiar o levantamento das patentes das farmacêuticas sobre as fórmulas das vacinas contra a covid-19. E horas depois, deste lado do Atlântico, a Comissão deu o braço a torcer. “Não é uma solução milagrosa, mas a Comissão está disposta a avaliar essa ideia, como todas as outras para se conseguir fazer chegar as vacinas depressa a todos os cantos do mundo”, adiantou uma porta-voz do executivo da União Europeia. A posição da Comissão tem sido de que não são as questões de patentes que estão a atrasar a chegada das vacinas aos países mais pobres, mas a falta de matérias-primas.

A posição da Alemanha vai noutro sentido. “A proteção à propriedade intelectual é fonte de inovação e deverá continuar a sê-lo no futuro”, refere um comunicado do governo alemão, de dia 6.

A comissária europeia da Saúde, Stella Kyriakides, quando apresentou, ontem, dia 6, a estratégia europeia para acelerar o desenvolvimento de tratamentos contra a covid-19, salientou que “levantar patentes pode ser um desincentivo à inovação por parte das farmacêuticas”. Mas acautelou uma posição intermédia: “Estamos dispostos a discutir esta questão de forma pragmática e ver o que funciona melhor”.

A administração norte-americana anunciou que estava a negociar ativamente com a Organização Mundial de Comércio (OMC) no sentido de serem levantadas as patentes para se poder produzir a mais baixo custo em países como a Índia a viver uma explosão de casos e sem acesso a vacinas baratas.

A diretora-geral da OMC, Ngozi Okonjo-Iweala , pediu aos EUA para apresentarem uma proposta o mais depressa possível para se chegar a um acordo a nível dos membros desta organização.

A África do Sul e a Índia defendem a ideia, bem como várias organizações não governamentais a nível mundial, de fazer das vacinas um bem comum, limitando assim os benefícios das farmacêuticas.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Após a decisão de Biden, na quarta-feira, a Comissão vai discutir a medida. Também os líderes europeus irão hoje, na cimeira informal do Porto, avaliar a proposta que poderá acelerar o acesso de países pobres às vacinas.
Trump está a fazer tudo o que é possível para conseguir uma vacina para os Estados Unidos, “mas precisamente só para os Estados Unidos”, escreve o dominical, citando fontes próximas do executivo alemão.