Escolha as suas informações

Partes de corpo encontradas na fronteira alemã com o Luxemburgo
Sociedade 2 min. 02.11.2022
Investigação

Partes de corpo encontradas na fronteira alemã com o Luxemburgo

No local, os serviços de emergência descobriram os restos mortais de uma pessoa ainda não identificada num arbusto fora do parque de estacionamento.
Investigação

Partes de corpo encontradas na fronteira alemã com o Luxemburgo

No local, os serviços de emergência descobriram os restos mortais de uma pessoa ainda não identificada num arbusto fora do parque de estacionamento.
Foto: LW-Archiv
Sociedade 2 min. 02.11.2022
Investigação

Partes de corpo encontradas na fronteira alemã com o Luxemburgo

Tiago RODRIGUES
Tiago RODRIGUES
Polícia diz que se trata de um crime recente, incluindo crimes na zona fronteiriça. Serão estas as partes desaparecidas do corpo de Diana Santos?

Foram encontradas partes de um corpo perto da cidade alemã de Temmels, no distrito de Trier-Saarburg, junto à fronteira com o Luxemburgo, na terça-feira.

Por volta das 14 horas, uma testemunha informou a polícia sobre a descoberta das partes de corpo na área de um parque de estacionamento, anunciaram as autoridades alemãs esta quarta-feira, de acordo com a agência de notícias alemã dpa.

No local, os serviços de emergência descobriram os restos mortais de uma pessoa ainda não identificada num arbusto fora do parque de estacionamento.

Ainda não foram fornecidos mais pormenores sobre a origem da vítima ou sobre as circunstâncias da descoberta. As investigações da polícia criminal de Trier estão em curso.

Poderão ser partes desaparecidas do corpo de Diana?

Na imprensa alemã, a descoberta está a ser associada ao caso da morte de Diana Santos, cujo corpo desmembrado foi encontrado em Mont-Saint-Martin no passado dia 19 de setembro - os membros inferiores tinham sido cortados ao nível dos joelhos, não havia braços, nem cabeça. Até ao momento, estas partes permanecem desaparecidas.

Citado pelo jornal Trierischer Volksfreund, o porta-voz da polícia Uwe Konz afirma que, "por agora, é importante encontrar um nome e um rosto que correspondam à descoberta através da medicina forense". 

Konz confirmou àquele jornal que a descoberta está muito provavelmente relacionada com um crime recente. "Não estamos certamente a lidar com um cadáver de guerra. Verificamos todos os casos de pessoas desaparecidas e também se se trata de um novo crime. Isto inclui crimes na zona fronteiriça", afirmou o responsável.

O jornal News Trier refere que os trabalhos de busca da polícia foram retomados esta quarta-feira à tarde. Segundo a mesma publicação, centenas de polícias cobriram uma área florestal adjacente e muitas árvores foram cortadas e espessas matas foram examinadas. Foram utilizados drones e cães de busca. 

Aquele jornal nota ainda que as forças policiais do Luxemburgo também estiveram hoje envolvidas nas buscas. Os bombeiros de Temmels, a polícia de Saarburg, a polícia criminal de Trier, a polícia de Wittlich, o esquadrão de drones da polícia de RLP, cães de busca de Mainz e Koblenz foram destacados para o local.

Da parte das autoridades, ainda não está completamente claro o que foi exatamente encontrado. Mas, segundo o News Trier, que esteve no local, terão sido encontradas cabeça e pernas desmembradas. Isto poderia significar que o tronco não foi encontrado e que estas partes pertencerão ao corpo de Diana. Segundo aquele jornal, as buscas desta quarta-feira teriam como objetivo encontrar os braços.

O Contacto questionou o Ministério Público luxemburguês e a polícia de Trier sobre se as partes do corpo encontradas são de Diana Santos, mas não obteve resposta até ao momento.

*Com dpa

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas