Escolha as suas informações

Paris vai ter espaço público com o nome de Aristides de Sousa Mendes
Sociedade 11.06.2021
.

Paris vai ter espaço público com o nome de Aristides de Sousa Mendes

.

Paris vai ter espaço público com o nome de Aristides de Sousa Mendes

Sociedade 11.06.2021
.

Paris vai ter espaço público com o nome de Aristides de Sousa Mendes

Lusa
Lusa
Para dar nome a um espaço público, a proposta tem de passar pela Comissão de Denominação de Paris, o que aconteceu no final do dia 9 de junho, tendo sido aprovada. Agora começa o processo de seleção do local.

Pode ser uma rua, um jardim ou uma praça, mas até ao primeiro semestre de 2022, Aristides de Sousa Mendes vai ter um espaço com o seu nome na capital francesa, assim como uma placa comemorativa de homenagem ao cônsul português.

"Fiz a proposta porque Aristides de Sousa Mendes foi cônsul em Bordéus e as homenagens já são várias em França e em Portugal, mas Paris ainda não tinha feito, embora todos saibamos que entre as pessoas que ele salvou havia famílias parisienses", afirmou Hermano Sanches Ruivo, lusodescendente e vereador da Câmara de Paris, em declarações à agência Lusa.

Para dar nome a um espaço público, a proposta tem de passar pela Comissão de Denominação de Paris, algo que aconteceu no final do dia 09 de junho e foi aprovada, começando agora o processo de seleção do local.

Hermano Sanches Ruivo quer que o espaço, dada a missão de Aristides de Sousa Mendes em França, tenha alguma ligação com o Consulado Geral de Portugal em Paris, privilegiando assim uma localização entre o 8.º e 17.º bairros da capital francesa.

Esta homenagem será concretizada até ao início da Temporada Cruzada entre Portugal e a França, que vai arrancar em fevereiro de 2022 e vai trazer intercâmbios culturais e não só entre os dois países.

Um ponto a trabalhar entre as duas nações, segundo Sanches Ruivo, é a questão da memória e, nesse sentido, outras homenagens fariam sentido a Aristides de Sousa Mendes e outros portugueses que se envolveram em formas de resistência em França durante a Segunda Guerra Mundial.

Em 1940, durante a Segunda Guerra Mundial, Aristides de Sousa Mendes, então cônsul de Portugal em Bordéus, França, emitiu vistos que salvaram milhares de pessoas do Holocausto, desobedecendo às ordens do então presidente do conselho, António de Oliveira Salazar, que liderava o governo.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.