Escolha as suas informações

Pandemia ameaça bagagem de mão nos aviões
Sociedade 30.06.2020 Do nosso arquivo online

Pandemia ameaça bagagem de mão nos aviões

Pandemia ameaça bagagem de mão nos aviões

Foto: LUSA
Sociedade 30.06.2020 Do nosso arquivo online

Pandemia ameaça bagagem de mão nos aviões

Para evitar contacto entre a tripulação e os passageiros, a Agência Europeia para a Segurança da Aviação recomenda que todas as malas sejam despachadas para o porão. A Luxair já segue a nova política, assim como a Vueling, a Air Europa e a Ryanair.

Ainda antes de ser recomendação de segurança, a Luxair decidiu limitar a bagagem de mão nas ligações aéreas. Na nova normalidade, as malas mais pequenas são despachadas para o porão sem qualquer custo adicional. 

O objetivo é reduzir ao máximo o contacto entre os passageiros e a tripulação, evitando a propagação do novo coronavírus. Uma prática, entretanto, recomendada pela Agência Europeia para a Segurança da Aviação e pelo Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças no último protocolo de segurança na aviação em tempos e pandemia.

Além das distâncias de segurança e do uso obrigatório de máscara nos aeroportos e no interior das aeronaves, o mais recente manual de conduta reforça a importância da regular higienização das mãos. Embora os especialistas reconheçam o perigo da retoma do setor aéreo estão empenhados a minimizar o risco de infeção. Assim, aconselham que o check-in seja feito online para que o processo de controlo no aeroporto seja agilizado e mais seguro.

Além da companhia aérea luxemburguesa, a Vueling, a Air Europa e a Ryanair estão a aderir às recomendações. Em Itália, independentemente da transportadora, a bagagem de mão vai ser proibida a partir de 26 de julho. 

À excepção das malas de mão pequenas, a bagagem de mão parece ter os dias contados enquanto o mundo continuar a debater-se contra o primeiro surto de coronavírus. 

 

  


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.