Escolha as suas informações

Pandemia ameaça bagagem de mão nos aviões
Sociedade 30.06.2020

Pandemia ameaça bagagem de mão nos aviões

Pandemia ameaça bagagem de mão nos aviões

Foto: LUSA
Sociedade 30.06.2020

Pandemia ameaça bagagem de mão nos aviões

Para evitar contacto entre a tripulação e os passageiros, a Agência Europeia para a Segurança da Aviação recomenda que todas as malas sejam despachadas para o porão. A Luxair já segue a nova política, assim como a Vueling, a Air Europa e a Ryanair.

Ainda antes de ser recomendação de segurança, a Luxair decidiu limitar a bagagem de mão nas ligações aéreas. Na nova normalidade, as malas mais pequenas são despachadas para o porão sem qualquer custo adicional. 

O objetivo é reduzir ao máximo o contacto entre os passageiros e a tripulação, evitando a propagação do novo coronavírus. Uma prática, entretanto, recomendada pela Agência Europeia para a Segurança da Aviação e pelo Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças no último protocolo de segurança na aviação em tempos e pandemia.

Além das distâncias de segurança e do uso obrigatório de máscara nos aeroportos e no interior das aeronaves, o mais recente manual de conduta reforça a importância da regular higienização das mãos. Embora os especialistas reconheçam o perigo da retoma do setor aéreo estão empenhados a minimizar o risco de infeção. Assim, aconselham que o check-in seja feito online para que o processo de controlo no aeroporto seja agilizado e mais seguro.

Além da companhia aérea luxemburguesa, a Vueling, a Air Europa e a Ryanair estão a aderir às recomendações. Em Itália, independentemente da transportadora, a bagagem de mão vai ser proibida a partir de 26 de julho. 

À excepção das malas de mão pequenas, a bagagem de mão parece ter os dias contados enquanto o mundo continuar a debater-se contra o primeiro surto de coronavírus. 

 

  


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.