Escolha as suas informações

Pai de portuguesa encontrada desmembrada: "Ninguém queria estar no meu lugar"
Sociedade 04.10.2022
Exclusivo

Pai de portuguesa encontrada desmembrada: "Ninguém queria estar no meu lugar"

Imagem ilustrativa.
Exclusivo

Pai de portuguesa encontrada desmembrada: "Ninguém queria estar no meu lugar"

Imagem ilustrativa.
Foto: Unsplash/Rene Böhmer
Sociedade 04.10.2022
Exclusivo

Pai de portuguesa encontrada desmembrada: "Ninguém queria estar no meu lugar"

Tiago RODRIGUES
Tiago RODRIGUES
Pai da portuguesa que vivia no Luxemburgo e que foi encontrada desmembrada em França falou em exclusivo ao Contacto.

O pai da emigrante portuguesa que foi encontrada desmembrada em Mont-Saint-Martin, comuna francesa junto à fronteira com o Luxemburgo, no dia 19 de setembro, revela ao Contacto que soube da notícia da morte da filha na passada quinta-feira.


O corpo desmembrado foi encontrado por um jovem de 16 anos atrás de um edifício abandonado em Mont-Saint-Martin.
Mulher encontrada desmembrada em França é portuguesa e vivia no Luxemburgo
Informação foi confirmada em primeira mão ao Contacto pelo Ministério Público luxemburguês.

Esta é a dor de um pai. "Fiquei meio abananado, caiu-me tudo. Nunca pensei numa situação destas. Nunca pensamos que pode acontecer a um filho nosso". E prosseguiu: "Eu procuro controlar-me, tenho de tentar manter a cabeça fria. Estou cansadíssimo. Estas noites nem dormi. Só sei que a minha filha foi assassinada e desmembrada. Ninguém queria estar no meu lugar, porque nos passa tudo pela cabeça".

Os familiares confirmaram a identidade da mulher ao Contacto na segunda-feira. O Ministério Público luxemburguês já tinha adiantado no mesmo dia, também em exclusivo ao Contacto, que a vítima é portuguesa e vivia no Grão-Ducado.


A polícia do Luxemburgo recorda que quem gravar ou divulgar estes vídeos pode ser punido com pena de prisão até três anos e multa até 50 mil euros.
Vídeos do corpo de mulher desmembrado circulam nas redes sociais no Luxemburgo
Divulgação pode dar pena de prisão até três anos e multa até 50 mil euros, alerta a polícia luxemburguesa.

O corpo desmembrado da mulher foi encontrado no dia 19 de setembro por um adolescente de 16 anos atrás de um edifício abandonado, nas imediações da Câmara de Mont-Saint-Martin, no departamento Meurthe-et-Moselle. 

O caso está a ser investigado pelas autoridades francesas e luxemburguesas.

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas