Escolha as suas informações

Omicron. Nova variante vem trocar as voltas à pandemia?
Sociedade 3 min. 28.11.2021
Covid-19

Omicron. Nova variante vem trocar as voltas à pandemia?

Covid-19

Omicron. Nova variante vem trocar as voltas à pandemia?

Foto: EPA
Sociedade 3 min. 28.11.2021
Covid-19

Omicron. Nova variante vem trocar as voltas à pandemia?

Ana Patrícia CARDOSO
Ana Patrícia CARDOSO
À medida que os casos confirmados da nova variante se multiplicam por todo o mundo, cientistas desdramatizam situação e garantem eficácia das vacinas contra a covid-19.

Por enquanto, sabem-se a conta-gotas mas não tardará para que percamos a conta ao número de casos da nova variante do coronavírus, Omicron. Embora a pandemia tenha tirado a vida a mais de cinco milhões de pessoas em todo o mundo, os avanços das campanhas de vacinação permitiram restaurar alguma normalidade nos últimos meses. 

No entanto, a confirmação da Omicron pode colocar esse caminho em causa, uma vez que os países já estão a tomar medidas restritivas para travar novos contágios, quando ainda pouco se sabe sobre a variante. Na sexta-feira, a  Organização Mundial de Saúde (OMS) considerou-a "preocupante", devido ao seu número de mutações, 36, o dobro das 16 identificadas na variante Delta. 

Não há motivo para pânico

A comunidade cientifica veio desdramatizar a situação, admitindo que, apesar das muitas mutações genéticas, as vacinas continuarão provavelmente eficazes a prevenir a doença grave.   


Luxemburgo anuncia testes e quarentena para quem viaja da África Austral
Seguindo o exemplo de vários países, o Grão-Ducado vai apertar as medidas de controlo aos passageiros que viajem da África Austral.

O imunologista Andrew Pollard, diretor do grupo de investigação de vacinas da Universidade de Oxford que desenvolveu a vacina da covid-19 para o laboratório AstraZeneca, disse, em declarações à televisão BBC, que muitas das mutações da variante estão presentes noutras estirpes do SARS-CoV-2 nas quais as vacinas se revelaram eficazes.

"As mutações [da Omicron] existem noutras variantes, e as vacinas conseguiram prevenir a doença grave com as [variantes] Alpha, Beta, Gamma e Delta", afirmou o investigador do Reino Unido, onde já foi detetada a nova estirpe.

Segundo o microbiologista Calum Semple, "é provável que a imunidade" conferida pelas vacinas contra a covid-19 "ainda proteja" contra a doença grave que possa vir a causar a nova variante. Semple considerou adequado que vários países tenham suspendido voos com países da África Austral para poderem "ganhar tempo" no reforço da vacinação e na avaliação dos verdadeiros efeitos da nova estirpe na saúde.

Desconhece-se ainda, em rigor, se a Omicron é mais transmissível ou perigosa, a ponto de causar doença mais severa, morte e escapar à proteção conferida pelas vacinas contra a covid-19.

Países afetados... até agora 

A Omicron levou muitos países a fecharem as suas fronteiras à África Austral mas, ainda assim, os casos confirmados continuam a surgir. Nos Países Baixos, as autoridades sanitárias anunciaram neste domingo que 13 passageiros da África do Sul deram positivo para o covid-19 na sexta-feira à chegada a Amesterdão eram portadores da variante. Um total de 61 pessoas tinham testado positivo para o vírus. 

Israel, onde um caso foi confirmado num viajante de regresso do Malawi, proibirá a entrada de estrangeiros no seu território a partir de domingo à noite e impôs um teste PCR e três dias de quarentena aos seus nacionais que tenham sido vacinados (sete dias para os que não o fizeram). O país tinha acabado de reabrir as suas fronteiras a 1 de novembro e prepara-se para celebrar o feriado judaico de Hanukkah durante oito dias. 

Na Dinamarca, dois casos de infeção foram detetados em passageiros que chegavam da África do Sul, disseram as autoridades sanitárias no domingo. 

Na Austrália, as autoridades confirmaram a variante Omicron em dois passageiros vacinados da África Austral, que chegaram a Sydney via Doha, no mesmo dia em que a Austrália fechou as suas fronteiras a nove países da África Austral. A Austrália levantou recentemente a proibição aos seus cidadãos vacinados de viajar para o estrangeiro sem autorização e deverá abrir as suas fronteiras, que estão fechadas há mais de 18 meses, a trabalhadores qualificados e estudantes internacionais até ao final do ano. 

Para além de Israel e Austrália, a variante Omnicron está presente na África do Sul, Botswana, Hong Kong e vários países europeus (Bélgica, Reino Unido, Alemanha, Itália e República Checa). 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Propaga-se a um ritmo alucinante e só as duas doses da vacina não chegam para uma proteção eficaz. O que se sabe até agora sobre a nova estirpe da covid-19 que está a cancelar as festas natalícias pelo mundo.
A Austrália confirmou que os seus dois primeiros casos da nova variante do coronavírus da covid-19, Ómicron, após análises aprofundadas ao vírus de dois passageiros provenientes da África Austral que tinham dado positivo à chegada a Sidney.