Escolha as suas informações

Luxemburgo. Número de infeções continua a descer mas internamentos sobem ligeiramente
Sociedade 2 min. 14.04.2022
Pandemia

Luxemburgo. Número de infeções continua a descer mas internamentos sobem ligeiramente

Pandemia

Luxemburgo. Número de infeções continua a descer mas internamentos sobem ligeiramente

FOto: Chris Karaba
Sociedade 2 min. 14.04.2022
Pandemia

Luxemburgo. Número de infeções continua a descer mas internamentos sobem ligeiramente

Ana TOMÁS
Ana TOMÁS
Nos hospitais, houve 28 novas admissões nas unidades de cuidados normais, em comparação com 24 na semana anterior, e mais uma nos cuidados intensivos que passaram a ter quatro camas ocupadas com doentes covid-19.

Na última semana o número de infeções pelo vírus SARS-CoV-2 continuou a descer no Luxemburgo. Entre 4 a 10 de abril, o número de pessoas com testes positivos para a covid-19 diminuiu 24% passando de 8.110 para 6.172 casos, refere o balanço epidemiológico semanal do Ministério da Saúde.

O número de testes PCR realizados durante o mesmo período também decresceu. de 22,274 para 17,789, sendo igualmente acompanhado de uma redução da taxa de positividade, que passou de 36,41 para 34,70% em todos os testes realizados (prescrições, rastreio de contactos). 


Infeções no Luxemburgo descem 15% na última semana e mortalidade cai para metade
As taxas de positividade, incidência e o índice de transmissibilidade também diminuíram entre 28 de março e 3 de abril, semana em que se observou uma descida dos internamentos.

Já a idade média dos infetados subiu para os 41,1 anos, na semana em análise.

Durante a semana de 4 a 10 de abril registaram-se nove mortes relacionadas com a covid-19, mais uma que na semana anterior. A média de idades das vítimas fixou-se nos 84 anos, confirmando a tendência de subida da idade das pessoas que não resistiram à doença. Nos hospitais, também se verificou uma ligeira subida dos internamentos por covid-19, com 28 novas admissões nas unidades de cuidados normais, em comparação com 24 na semana anterior. Na unidade de cuidados intensivos, o número de camas ocupadas aumentou de três para quatro. A idade média dos pacientes internados foi de 59 anos.     

Por outro lado, o número de pessoas curadas subiu de 200.229 para 209.975.

A 19 de abril, o número de infeções ativas situava-se nos 14.537, uma descida face às 18.120 registadas 3 de abril.

Transmissibilidade aumenta e incidência desce

Entre 4 e 10 de abril, o índice de transmissibilidade (Rt) aumentou para 0,83, comparativamente com o valor de 0,79 registado na semana precedente. 

Já a taxa de incidência diminuiu para 972 casos por 100.000 habitantes, a sete dias, por comparação com os 1.278 casos por 100.000 habitantes registados entre 28 de março e 3 de abril. 


Reino Unido aprova nova vacina contra a covid-19
Pode ser armazenada à temperatura dos frigoríficos convencionais.

Na análise por faixas etárias, o balanço aponta a faixa dos 0 aos 14 anos como aquela que teve uma maior diminuição (-57%), seguindo-se a dos 15 aos 29 anos (-32%). 

Em termos absolutos, a taxa de incidência mais baixa foi registada no grupo etário dos 0 aos 14 (835 casos por 100.000 habitantes), enquanto a taxa de incidência mais alta se concentrou no grupo etário 30-44 (1.408 casos por 100.000 habitantes).


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas