Escolha as suas informações

Novos casos de covid-19 quase duplicam na última semana
Sociedade 3 min. 16.06.2022
Pandemia

Novos casos de covid-19 quase duplicam na última semana

Pandemia

Novos casos de covid-19 quase duplicam na última semana

Shutterstock
Sociedade 3 min. 16.06.2022
Pandemia

Novos casos de covid-19 quase duplicam na última semana

Ana TOMÁS
Ana TOMÁS
A 12 de junho, o número de infeções ativas era 5.001, enquanto a 5 de junho se situava nos 3.354. Apesar da subida, a mortalidade por covid-19 continuou a descer e as hospitalizações nos cuidados intensivos mantiveram-se a um nível reduzido e sem alterações.

O número de pessoas com teste positivo para a covid-19 aumentou 46% entre 6 e 12 de junho, passando de 1.934 casos para 2.824, indica o relatório semanal dos ministérios da Saúde e Educação, em colaboração com o Laboratório Nacional de Saúde e o Instituto de Ciência e Tecnologia do Luxemburgo.

Numa altura em que o Governo alivia mais restrições - a máscara deixou de ser obrigatória esta semana nos transportes públicos -, os números mostram que a pandemia ainda não acabou, apesar da tendência de baixa ocupação hospitalar, sobretudo nos cuidados intensivos, se manter sem grandes oscilações, e de os óbitos associados ao vírus SARS-CoV-2 também continuarem a refletir uma tendência decrescente.


Alemanha enfrenta nova vaga de covid-19
O ministro da Saúde pediu às pessoas mais vulneráveis para tomarem uma quarta dose da vacina.

De acordo com o relatório, na última semana houve uma morte relacionada com a covid-19, menos duas que na semana anterior, tendo o óbito ocorrido numa pessoa com 82 anos.

Já nos hospitais houve seis novas admissões de doentes covid-19 para a unidade de cuidados normais, o que reflete uma nova subida nos internamentos (mais três doentes) face à semana anterior. Os pacientes hospitalizados são mais novos. A idade média dos pacientes internados situou-se nos 55 anos face aos 60 anos, no período de 30 de maio a 5 de junho. Na unidade de cuidados intensivos, o número de camas ocupadas permaneceu inalterado em 1.

Infeções ativas subiram 

O número de infeções ativas subiu na última semana por comparação com a anterior. A 12 de junho, o número de infeções ativas era 5.001, enquanto a 5 de junho se situava nos 3.354.

O número de testes PCR realizados também aumentou nas duas últimas semanas, passando de 6.302 para 8.209. 


A partir de agora, as pessoas do Luxemburgo podem viajar sem máscara.
Luxemburgo. Máscaras deixam de ser obrigatórias nos transportes públicos
A medida foi publicada em Diário da República na tarde desta terça-feira.

O número de total de pessoas curadas da covid-19, entre 6 e 12 de junho, era de 246.610, o que corresponde a mais 1.167 doentes recuperados face ao valor acumulado até à semana anterior.

A média de idades das pessoas diagnosticadas com covid-19 foi de 39,4 anos. 

Taxa de positividade e incidência aumentam mas transmissão diminui

No período abrangido pelo mais recente relatório, o índice de transmissibilidade (Rt) diminuiu ligeiramente, passando para 1,21, quando na semana anterior tinha sido 1,26. 

O número de testes PCR feitos durante a semana de 6 a 12 de junho aumentou de 8.212 para 9.289.  A taxa de positividade em todos os testes realizados (prescrições, rastreio de contactos) subiu de 23,55% para 30,40%, ao mesmo tempo que também a taxa de incidência passou para 438 casos por 100.000 habitantes durante sete dias, em comparação com 300 casos por 100.000 habitantes durante igual período, na semana anterior. 

A taxa de incidência cresceu em praticamente todos os grupos etários, com exceção da faixa das pessoas com 85 e mais anos, onde decresceu (-29%). O maior aumento foi registado na faixa etária dos 0 aos 14 anos (+87%), seguido da faixa etária dos 15 aos 29 anos (+63%). 


Certificado Digital Covid da UE vai continuar em vigor por mais um ano
Os legisladores europeus querem continuar a facilitar a circulação, caso haja um aumento de infeções e um recuo nas restrições.

Em termos absolutos, a menor taxa de incidência foi registada no grupo etário dos 75 e mais anos (249 casos por 100.000 habitantes), enquanto a maior taxa de incidência se concentrou no grupo etário dos 30 aos 44 anos (714 casos por 100.000 habitantes).

No que respeita à taxa de vacinação, o relatório semanal indica ainda que a 13 de junho o Luxemburgo tinha administrado um total de 1.283.839 de vacinas anticovid. Segundo os dados, 473.684 residentes têm o quadro vacinal completo, o que corresponde a uma taxa de vacinação de 78,8% da população elegível (a partir dos cinco anos de idade).

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas