Escolha as suas informações

Novak Djokovic detém 80% de empresa que desenvolve tratamento contra a covid-19
Sociedade 20.01.2022
Negócio

Novak Djokovic detém 80% de empresa que desenvolve tratamento contra a covid-19

Negócio

Novak Djokovic detém 80% de empresa que desenvolve tratamento contra a covid-19

Tess Derry/PA Wire/dpa
Sociedade 20.01.2022
Negócio

Novak Djokovic detém 80% de empresa que desenvolve tratamento contra a covid-19

Redação
Redação
O tenista sérvio, que foi deportado da Austrália por não estar vacinado contra a covid-19, é sócio maioritário, em conjunto com a mulher, de uma empresa dinamarquesa que está a desenvolver um tratamento para a covid-19.

A relação de Novak Djokovic com a pandemia continua a dar que falar, mesmo depois de ter sido deportado da Austrália por não estar vacinado contra o coronavírus.

Mas há mais um capítulo na história. Sabe-se agora que o tenista sérvio investiu, ainda em 2020, numa empresa que está a desenvolver um tratamento contra a covid-19. 

De acordo com a Reuters, que cita Ivan Loncarevic, o presidente da QuantBioRes, Djokovic adquiriu 80% desta empresa de biotecnologia dinamarquesa em junho de 2020. Não foram revelados os valores do negócio.  

A empresa tem cerca de 11 investigadores a trabalhar na Dinamarca, na Austrália e na Eslovénia e pretende então desenvolver um tratamento que inibe o coronavírus de infetar a célula humana — ou seja, não está a desenvolver uma nova vacina mas sim um tratamento. A equipa tem como objetivo começar ensaios clínicos ainda este verão, no Reino Unido.  

De acordo com o registo de empresas dinamarquês, Djokovic e a sua esposa Jelena detêm 40,8% e 39,2% da empresa, respetivamente.

Entretanto, uma fotografia do tenista voltou a levantar questões em relação ao seu comportamento relativamente ao vírus. Um passageiro do voo que Djokovic fez do Dubai para Belgrado, no início da semana, fotografou o tenista a ler sem máscara. 



Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas