Escolha as suas informações

Nenhum luxemburguês foi alvo de espionagem no caso Pegasus, garante Governo
Sociedade 23.07.2021 Do nosso arquivo online
Pegasus

Nenhum luxemburguês foi alvo de espionagem no caso Pegasus, garante Governo

Pegasus

Nenhum luxemburguês foi alvo de espionagem no caso Pegasus, garante Governo

AFP
Sociedade 23.07.2021 Do nosso arquivo online
Pegasus

Nenhum luxemburguês foi alvo de espionagem no caso Pegasus, garante Governo

Ana Patrícia CARDOSO
Ana Patrícia CARDOSO
Nos últimos dias, têm sido avançados nomes como o Dalai Lama ou o presidente francês, Emmanuel Macron, como alvos de espionagem.

Não há nomes luxemburgueses entre as personalidades alvos de espionagem no caso Pegasus. A garantia foi dada pelo primeiro-ministro, Xavier Bettel, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Jean Asselborn, e o ministro da Segurança Interna, Henri Kox , em resposta parlamentar conjunta aos deputados Sven Clement e  Marc Goergen, do Partido Pirata. 


Índia tentou espiar o Dalai Lama, que não tem telemóvel
O diário francês Le Monde noticiou hoje que o facto de o Dalai Lama não utilizar telemóvel levou a Índia a espiar, através do programa de espionagem israelita Pegasus, cerca de duas dezenas de conselheiros do líder tibetano.

Após revelações de espionagem de telefones celulares de vários políticos e jornalistas de todo o mundo, o governo de Luxemburgo garantiu que não há quaisquer indícios de que haja nomes do Grão-Ducado na lista. 

Os ministros sublinharam ainda que o serviço de inteligência luxemburguês não está autorizado a efectuar "controlos internos políticos", prática amplamente denunciada nos últimos dias por políticos alvo de espionagem, como o presidente francês Emmanuel Macron. 

Esta semana, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Jean Asselborn, enviou cartas às filiais luxemburguesas do grupo NSO Group, que está envolvido no caso.  O governante deixou claro que "o Luxemburgo não toleraria que as operações destas entidades do Luxemburgo contribuíssem para violações dos direitos humanos em países terceiros".   

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

A morte do Grão-Duque Jean, um tornado que destruíu 314 habitações, obras na Gare que não acabam e um arcebispo luxemburguês nomeado cardeal pelo papa. Recorde aqui 12 acontecimentos que marcaram o ano no Grão-Ducado.
Firemen work at the burning monkey house of the zoo in Krefeld, western Germany, on early January 1, 2020. - Fire ripped through the monkey house at Krefeld zoo on New Year's Eve, killing dozens of animals, including orangutans, chimpanzees and marmosets, the management said. (Photo by Alexander FORSTREUTER / DPA / AFP) / Germany OUT