Escolha as suas informações

Museus de Berlim vandalizados. "Maior ataque à arte na Alemanha do pós-guerra"
Sociedade 8 21.10.2020

Museus de Berlim vandalizados. "Maior ataque à arte na Alemanha do pós-guerra"

Museus de Berlim vandalizados. "Maior ataque à arte na Alemanha do pós-guerra"

AFP
Sociedade 8 21.10.2020

Museus de Berlim vandalizados. "Maior ataque à arte na Alemanha do pós-guerra"

Ana Patrícia CARDOSO
Ana Patrícia CARDOSO
As autoridades revelaram que cerca de 70 obras dos museus Pergamon, Novo Museu, Galeria Nacional Antiga foram salpicadas com um líquido oleoso.

A Ilha dos Museus de Berlim foi alvo de atos de vandalismo e várias peças ficaram danificadas, confirmou a polícia alemã, esta quarta-feira. O ato, no entanto, parece ter ocorrido no início de outubro, segundo a imprensa local, mas só agora veio a público. 

As autoridades revelaram que cerca de 70 obras dos museus Pergamon, Novo Museu, Galeria Nacional Antiga foram salpicadas com um líquido oleoso. Nas obras danificadas incluem-se sarcófagos egípcios, esculturas e pinturas em pedra do século XIX. 

O jornal Die Zeit, citado pela edição alemã do Luxemburger Wort, aponta o incidente como "um dos ataques mais extensivos a obras de arte e antiguidades na história da Alemanha do pós-guerra". 

O mesmo jornal fala da teoria revelada pelo teórico de conspiração alemão, Attila Hildmann, no seu blogue, em agosto, onde explica que o Museu Pergamon alberga o Trono de Satanás, local onde são feitos sacrifícios humanos e violam crianças à noite", sendo o alegado centro da "cena satanista".   

Já a publicação Tagesspiegel garante que todos os que visitaram os museus no suposto dia do ataque, a 3 de outubro, foram chamados com urgência pelo Gabinete de Investigação Criminal do Estado (LKA) para prestar depoimentos.

Património Mundial 

A Ilha dos Museus faz parte do Património Cultural Mundial da Unesco desde 1999. O Museu Pergamon celebrou o 90º aniversário no início de outubro. O nome advém da obra mais famosa que alberga, o Altar de Pergamon. Data do século II a.C. e fazia parte da residência dos poderosos reis de Pergamon, que criaram uma metrópole cultural no oeste da Turquia atual, baseada no modelo de Atenas. Pergamon atrai mais de um milhão de pessoas anualmente, em condições normais. 


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.