Escolha as suas informações

Mulheres estão banidas da Universidade de Cabul
Sociedade 28.09.2021
Afeganistão

Mulheres estão banidas da Universidade de Cabul

Afeganistão

Mulheres estão banidas da Universidade de Cabul

AFP
Sociedade 28.09.2021
Afeganistão

Mulheres estão banidas da Universidade de Cabul

Redação
Redação
Mais um golpe nos direitos das mulheres no Afeganistão desde que os Taliban chegaram ao poder no mês passado.

As estudantes e professoras afegãs não vão voltar à Universidade de Cabul enquanto não for proporcionado a todos "um ambiente islâmico", anunciou o novo reitor, nomeado pelos Talibãs. 

"Enquanto o verdadeiro ambiente islâmico não for proporcionado a todos, as mulheres não serão autorizadas a estudar ou trabalhar em universidades. Primeiro o Islão", disse Mohammad Ashraf Ghairat, no cargo há apenas uma semana, sem experiência prévia no meio universitário. 

Não foi avançado um prazo para estabelecer este tal "ambiente islâmico" que poderia permitir o regresso das mulheres à vida académica, mas este apresentou uma solução, no mínimo, peculiar. Através do Twitter, escreveu que "devido à falta de professores mulheres, estamos a trabalhar num plano para que os professores possam ensinar estudantes do sexo feminino por detrás de uma cortina na sala de aula. Dessa forma, seria criado um ambiente islâmico para as estudantes do sexo feminino receberem educação". 

Os Taliban afirmaram que as mulheres poderiam trabalhar e estudar dentro dos limites da sua interpretação da sharia ou da lei islâmica, indicando um abrandamento da sua posição desde a última vez que estiveram no poder, entre 1996 e 2001. No entanto, até agora não foram tomadas quaisquer medidas para restaurar as liberdades das mulheres e raparigas. Não há mulheres no governo provisório liderado pelos Talibãs. 

A maioria das mulheres líderes que surgiram durante os últimos 20 anos de governos apoiados pelos EUA fugiram do país temendo represálias.     

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

As imagens arrepiantes de pessoas a tentarem pendurar-se em aviões a levantar voo no aeroporto de Cabul são apenas um dos sinais do desespero que está instalado no Afeganistão.