Escolha as suas informações

Ministro das Finanças do Luxemburgo candidato a substituir Centeno no Eurogrupo
Sociedade 25.06.2020 Do nosso arquivo online

Ministro das Finanças do Luxemburgo candidato a substituir Centeno no Eurogrupo

Ministro das Finanças do Luxemburgo candidato a substituir Centeno no Eurogrupo

Foto: SIP
Sociedade 25.06.2020 Do nosso arquivo online

Ministro das Finanças do Luxemburgo candidato a substituir Centeno no Eurogrupo

Lusa
Lusa
Também hoje o Governo espanhol anunciou a candidatura da sua ministra da Economia, Nadia Calviño, à presidência do Eurogrupo. Na corrida está também o ministro das Finanças irlandês.

O ministro das Finanças luxemburguês, Pierre Gramegna, anunciou hoje a candidatura à presidência do Eurogrupo, cargo ocupado por Mário Centeno, competindo com a ministra da Economia de Espanha, Nadia Calviño.

“Estou pronto para concorrer à presidência do Eurogrupo. Os desafios de hoje exigem consenso e compromisso entre todos os membros da zona euro, pequenos ou grandes, de norte a sul e de leste a oeste”, lê-se numa publicação de Gramegna na rede social Twitter.

Também hoje o Governo espanhol anunciou a candidatura da sua ministra da Economia, Nadia Calviño, à presidência do Eurogrupo.

“A vice-presidente económica do Governo, Nadia Calviño, será candidata à presidência do Eurogrupo, um órgão fundamental para a cooperação entre os membros da zona euro e para a construção de uma Europa mais forte e mais unida”, segundo comunicado enviado às redações em Madrid.

Ministro das Finanças da Irlanda é o terceiro candidato

O ministro das Finanças da Irlanda, Paschal Donohoe, anunciou hoje a sua candidatura à presidência do Eurogrupo, último dia para os candidatos se proporem ao cargo até agora ocupado por Mário Centeno.

“O presidente do Eurogrupo tem um papel crucial a desempenhar na resposta política às principais questões económicas, onde se inclui impacto da pandemia de covid-19”, considerou Donohoe, num comunicado publicado no seu ‘site’, afirmando-se como “um dos ministros das Finanças da União Europeia e membro do Eurogrupo” em exercício há mais tempo.

Paschal Donohoe junta-se ao ministro das Finanças do Luxemburgo, Pierre Gramegna, e à ministra da Economia de Espanha, Nadia Calviño, que também formalizaram hoje a sua candidatura.

Os países da zona euro têm até hoje para apresentar os seus candidatos ao cargo e a eleição terá lugar na próxima reunião do Eurogrupo, no início de julho.

Para ser eleito, o futuro presidente terá de contar com o apoio de pelo menos 10 dos 19 países da zona Euro e assume o cargo em 13 de julho para um mandato de dois anos e meio.

No início de junho, Mário Centeno abandonou o cargo de ministro das Finanças de Portugal, ficando assim afastada a possibilidade de continuar à frente do Eurogrupo. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Segundo Ministro do Luxemburgo
O ministro da Finanças do Luxemburgo, Pierre Gramegna, considerou hoje que não foram "as competências e as qualidades dos candidatos", antes os partidos políticos que ditaram a votação para o Eurogrupo.
Candidates for the Eurogroup presidency, (L-R) Slovakia's Finance Minister Peter Kazimir, Luxembourg's Finance Minister Pierre Gramegna, Latvia's Finance Minister Dana Reizniece-Ozola and Portugal Finance Minister Mario Centeno, pose prior to a Eurogroup meeting on December 4, 2017 at the European Council in Brussels.
Four European finance ministers have put forward their candidacy to become president of the Eurogroup, aiming to replace current president Jeroen Dijsselbloem.  / AFP PHOTO / EMMANUEL DUNAND
O nome do futuro presidente do Eurogrupo é ainda uma incógnita, mas há já nomes a circular como prováveis candidatos. Um dos mais falados é do ministro das Finanças português, Mário Centeno. Mas o jornal Financial Times avança outro nome que se perfila como um sério concorrente: o do ministro das Finanças luxemburguês, Pierre Gramegna.