Escolha as suas informações

Maternidade de Ettelbruck reabre a 1 de junho
Sociedade 16.05.2022
Saúde

Maternidade de Ettelbruck reabre a 1 de junho

Saúde

Maternidade de Ettelbruck reabre a 1 de junho

Foto: Shutterstock
Sociedade 16.05.2022
Saúde

Maternidade de Ettelbruck reabre a 1 de junho

Redação
Redação
Garantia foi dada pela própria ministra da Saúde. O centro fechou portas a 4 de abril devido à falta de pediatras especializados.

A maternidade de Ettelbruck, temporariamente encerrada há mais de um mês, vai reabrir a 1 de junho. A garantia foi dada por Paulette Lenert em entrevista recente à RTL. O centro fechou portas a 4 de abril devido à falta de pediatras especializados e aguardava uma solução em conjunto com o Governo. 

Na altura do encerramento a direção do Centro Hospitalar do Norte (CHDN) - a que pertence a maternidade - referia que a decisão prendia-se com a falta de pediatras especialistas em neonatologia para garantir os serviços de urgência nos partos. Um problema que já existe há algum tempo e que tinha vindo a piorar. Cerca de 800 bebés nascem na maternidade de Ettelbruck por ano.


Cerca de 800 bebés nascem na maternidade de Ettelbruck por ano.
Maternidade de Ettelbruck fecha temporariamente devido à falta de pediatras especializados
A razão é a falta de pediatras especialistas em neonatologia que possam garantir os serviços de urgência. Um problema que já existe há algum tempo e que piorou nas últimas semanas, segundo um comunicado da administração enviado às redações.

As grávidas prestes a dar à luz neste centro foram encaminhadas para outras instituições na capital como o Centro Hospitalar do Luxemburgo (CHL) ou a maternidade de Kirchberg (Bohler), dos hospitais Robert Schuman.

Na entrevista a ministra da Saúde confirmou ainda que o CHL vai assumir o serviço de ressonância magnética (IRM) do centro médico de Potaschberg, em Grevenmacher, que era operado num centro de diagnóstico fora de uma clínica. O acordo entre as partes foi sido assinado na sexta-feira, 13 de maio, segundo afirmou Paulette Lenert.

Nos últimos meses, o aparelho de IRM tinha causado alguma fricção entre o Ministério da Saúde e a autarquia de Grevenmacher, que viu a primeira licença para a sua instalação negada em 2017. A autorização foi concedida em 2020, depois de um tribunal luxemburguês ter declarado a inconstitucionalidade da legislação que proíbe os consultórios médicos de operar equipamento de radiologia.


Centro médico com IRM abre em Grevenmacher apesar da discórdia
O novo equipamento tem sido alvo de discórdia entre o Ministério de Saúde e a comuna.

Além do CHL, apenas o hospital do norte de Ettelbruck poderia ter sido considerado para disponibilizar o serviço. No entanto, e para que a prestação dos exames de ressonância magnética possa ser feita noutros locais, nomeadamente fora das clínicas e unidades hospitalares, está prevista a apresentação de um projeto de lei esta semana, no conselho governamental.

  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Cerca de 800 bebés nascem na maternidade de Ettelbruck por ano. Embora tenha sido alcançado um acordo para a reabertura, ainda não foi posto em prática e não há data para que isso aconteça.